Gordon Banks ex Goleiro (foto:AFP)

Ex-goleiro Gordon Banks se tornou uma das maiores lendas do futebol inglês (foto:AFP)

LANCE!
12/02/2019
09:35
Londres (ING)

Considerado um dos maiores goleiros de todos os tempos e autor de uma das imagens mais icônicas da história das Copas, o ex-goleiro inglês Gordon Banks morreu na manhã desta terça-feira, aos 81 anos, após anos lutando contra um câncer nos rins. A notícia foi inicialmente divulgada pela imprensa inglesa e confirmada nas redes sociais pelo Stoke City, clube que defendeu entre os anos 60 e 70.

- É com grande tristeza que anunciamos que Gordon morreu pacificamente durante a noite. Estamos devastados por perdê-lo, mas temos tantas memórias felizes e não podíamos ser mais orgulhosos por ele. Pedimos que a privacidade da família seja respeitada - escreveu a família do jogador em mensagem divulgada pelo Stoke City.

Campeão Mundial com a Seleção Inglesa em 1966, Banks ficou marcado por uma defesa espetacular em lance contra Pelé, na primeira fase da Copa do Mundo de 1970, disputada no México. A imagem acabou eternizada na história do futebol e passou a ser considerada a "Defesa do Século".

Após a confirmação da morte do ídolo inglês, a Fifa fez uma homenagem através do Twitter, colocando-o entre os "maiores goleiros da história" e exaltando as "memórias esplêndidas" nas Copa do Mundo.

O perfil oficial da Seleção Inglesa também lamentou a morte de Banks, goleiro da Seleção Campeã Mundial em 1966, prestando condolências aos familiares.

Nascido em Sheffield, Banks iniciou a carreira no Chesterfield, onde ficou por um ano. Em seguida, se transferiu para o Leicester, em 1959, por onde ficou por sete anos e recebeu a primeira convocação para a Seleção Inglesa, onde conquistou seu maior título, a Copa do Mundo de 1966. No ano seguinte, chegou ao Stoke City, clube que atuou por seis temporadas. Defendeu ainda clubes dos Estados Unidos, da África do Sul e da Irlanda. Aposentou-se em 1978.