Juventus x Lazio

Lulic comemora segundo gol que deu vantagem para a Lazio contra a Juventus (GIUSEPPE CACACE / AFP)

LANCE!
22/12/2019
14:46
Riad (SAU)

A Supercopa da Itália, disputada na Arábia Saudita, sagrou a Lazio como campeã da disputa depois de vencer a Juventus por 3 a 1. O duelo que botou frente a frente o time de Turim, campeão do Campeonato Italiano, e a equipe de Roma, campeã da Copa da Itália. A final em partida única teve muita disputa, duras divididas, mas um futebol em que ambas as equipes buscaram o ataque o tempo todo. Surpreendendo a todos, impondo um ritmo intenso na partida e segurando a pressão, os comandados de Inzaghi venceram merecidamente.

DOMINANDO AS AÇÕES
O primeiro tempo foi de domínio da Lazio e isso ficou claro desde os primeiros minutos. E o principal nome do time de Immobile e Savic foi o espanhol Luis Alberto. O camisa deu foi responsável por uma finalização perigosa aos 8 minutos que foi para fora, além de ter sido autor do gol que abriu o placar aos 16 e ter arriscado outro chute para a defesa de Szczesny aos 20 da primeira etapa. Sob comando de Simone Inzaghi, ex-atacante do clube, a Lazio foi superior nos primeiros 45.

CRISTIANO RONALDO APARECE
O time de Sarri precisava que o craque português aparecesse mais para o jogo e após bons momentos do time adversário, Cristiano Ronaldo apareceu para finalizar com perigo aos 21 minutos. No final da primeira etapa, o camisa sete foi responsável por iniciar a jogada do gol após finalizar perigosamente para defesa de Strakosha que deu rebote nos pés do Dybala para empatar a partida e alegrar a maioria dos torcedores presentes no estádio.

DECISIVO
A Lazio foi superior em relação a Juventus na maior parte do jogo e assim como na primeira etapa, a equipe de Inzaghi foi responsável pelas melhores jogadas ofensivas da partida. Logo aos 13 minutos, a Juventus levou sorte ao não levar o segundo gol em jogada de escanteio. No entanto, aos 28, Lulic foi decisivo para marcar o gol que deu vantagem o para o time romano em um lindo chute após desvio em um cruzamento. Nos acréscimos, Cataldi ampliou o placar em uma cobrança de falta magistral para dar números finais ao jogo e erguer a taça.