Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo é acusado de estupro (Foto: Vasily Maximov / AFP)

LANCE!
04/10/2018
19:01
Turim (ITA)

Cristiano Ronaldo ganhou mais um aliado contra a acusação de estupro que voltou à tona na última semana. A Juventus emitiu um comunicado nas redes sociais em que reitera "não mudar de opinião" sobre o português, que chegou nesta temporada por 100 milhões de euros.

- Cristiano Ronaldo mostrou nos últimos meses o seu grande profissionalismo e dedicação, apreciados por todos na Juventus. Os eventos supostamente delatados de dez anos atrás não mudam a nossa opinião, compartilhada por qualquer um que teve contato com este campeão.

Cristiano Ronaldo negou veementemente as acusações. Pelas redes sociais, ele disse que não alimentaria um "espetáculo midiático montado".

- Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa - declarou.

Na última segunda-feira, a "CNN" detalhou o processo da americana Kathryn Mayorga, que afirmou que Cristiano Ronaldo a abusou em um hotel de Las Vegas, em 2009, depois de se conhecerem em uma casa noturna da cidade norte-americana.

De acordo com Mayorga, o português forçou uma relação sexual. No processo, ela relata que "disse não" várias vezes, assim como a versão sobre o jogador ter paralisado "por diversas vezes" o ato.

A emissora revela ainda que Cristiano Ronaldo pediu desculpas após a relação. No documento, ele dizia "sentir muito" sobre a situação e que "geralmente era um cavalheiro".

O processo aponta ainda que o jogador tentou se aproveitar do estado emocional de Mayorga para assinar um voto de silêncio, ainda em 2009. Ela disse ter recebido R$ 1,5 milhão em troca do silêncio e busca anular o primeiro acordo com o atacante.