Bale e Caio Lucas - Mundial de Clubes

Bale e Caio Lucas foram os destaques dos clubes nas semifinais (Foto: AFP)

LANCE!
21/12/2018
19:15
Al Ain (EAU)

Na tarde deste sábado, às 14h30 (horário brasileiro de verão), o Al Ain vai tentar continuar fazendo história e buscar o título inédito do Mundial de Clubes contra o Real Madrid, pentacampeão da competição e que busca o sétimo troféu.

Nas semifinais, o Al Ain derrotou o River Plate, campeão da Libertadores, na disputa de pênaltis, e o Real Madrid, que conquistou a Champions League, passou com facilidade pelo Kashiwa Antlers, vencedor da Liga dos Campeões da Ásia.

'TEREMOS QUE DAR O NOSSO MELHOR SE QUISERMOS O TÍTULO'
O Real Madrid é o atual bicampeão do Mundial de Clubes da FIFA e busca o terceiro título consecutivo, e o sétimo em toda história. Mas para isso, os merengues precisam vencer o time sensação da competição e representante do país sede. 

Santiago Solari, treinador da equipe espanhola, comentou sobre o desejo dos jogadores de conquistarem novamente o troféu e também falou do sentimento que foi ver seu time de coração, o River Plate, ser eliminado pelo Al Ain, adversário deste sábado.

- Esta final é para um grupo de jogadores que venceu a Liga dos Campeões novamente. É uma conquista fantástica e verncer pelo terceiro ano consecutivo é um feito incrível. É uma final, não importa quem são os adversários. Se eles chegaram até aqui, então é por uma razão. Eles venceram três partidas para chegar até aqui e marcaram muitos gols também. Temos que dar o melhor de nós mesmos se quisermos vencer. Eu não posso esconder meus sentimentos. Eu joguei pelo River por muitos anos e estou feliz com todas as suas conquistas, mas estou aqui como técnico do Real Madrid e quero ter certeza de que as coisas vão bem para o meu time - disse Solari.

'UMA MERCEDES CONTRA UM CARRO DE PASSEIO'
O Al Ain é, sem sombra de dúvidas, o maior nome desta edição de Mundial de Clubes. O time entrou na competição como representante do país sede e eliminou o Team Wellington, da Nova Zelândia e fez história ao eliminar o River Plate, campeão da Libertadores na semifinal, para chegar até a decisão.

O treinador da equipe árabe, o croata Zoran Mamic, brincou com a relação entre as equipes na coletiva de imprensa que antecede a partida mais importante na história da equipe.

- É quando você compara pequeno carro de passeio com uma Mercedes gigante. Talvez em uma oportunidade o carro vai ganhar se a máquina da Mercedes quebrar. Espero que esta oportunidade aconteça para nós neste sábado. Esperamos fazer um grande jogo, dar tudo o que temos.
A equipe está muito cansada, até eu estou e olha que nem joguei. Estamos prontos para tentar representar o país da melhor maneira e dificultar para o Real Madrid - declarou.