Chile x Peru

Gareca, durante o duelo do Peru contra o Chile (Foto: Raul ARBOLEDA / AFP)

LANCE!
04/07/2019
01:01
Porto Alegre (RS)

Depois da histórica classificação à Copa do Mundo, o Peru está na final da Copa América após 44 anos. A vitória por 3 a 0 contra o Chile foi resultado do melhor jogo dos peruanos na competição. Agora, o adversário será o Brasil, para quem o time de Ricardo Gareca perdeu por 5 a 0 na fase de grupos. Depois do jogo na Arena do Grêmio, o treinador analisou o duelo da final.

- O Brasil nos preocupa por tudo. Acho que a palavra é ocupar. A Seleção Brasileira ocupa a cabeça de todos. Seleções com um nível maior, Argentina e Chile também. Eles demandaram muito da nossa equipe para ver como neutralizar os jogadores, que são muito importantes. O Uruguai também. Todas essas coisas, somadas às grandes figuras que o Brasil tem, é difícil - disse.

Considerado a zebra da decisão no Maracanã, o Peru chegou à final por méritos próprios. Pelo menos é o que diz Gareca. O treinador afirmou que a derrota para a Seleção Brasileira foi complicada, mas comentou a volta por cima.

- Já passamos momentos difíceis. Chegamos à final por mérito próprio. Conseguimos passar por uma adversidade importante, que foi essa derrota que sofremos. Claro que isso pode levar a um ambiente negativo, e não o nosso, mas geral. É entendível que esse tipo de derrota dá um certo movimento e críticas fortes. Mas tomamos isso como algo natural, não fora do normal. Feriu a todos, mas conseguimos passar por isso. É mérito nosso. Nossa intenção é ganhar. Além da dificuldade que será enfrentar o Brasil pela equipe, individualidade, o técnico, é uma final. Esperamos ter um bom papel. Além de qualquer coisa, quando chega a uma decisão, a única coisa que pensamos é ganhar. Confio nos jogadores - disse.

Isso se deve à força dos nossos jogadores. Hoje dizíamos que nós, que já jogamos profissionalmente, o que eles fizeram depois da derrota dolorosa contra o Brasil, é difícil se recuperar. Ainda mais se você precisa encarar uma seleção como o Uruguai depois. Se tivesse que escolher um rival, não seriam eles para tentar uma recuperação da situação. Eles se levantaram depois disso e nos levaram à final. A força para superar adversidades e conseguir se superar. Não foi o melhor jogo contra o Uruguai e contra o Chile também não foi fácil. Mas o Peru ganhou merecidamente. Foi uma recuperação importante - completou.

Veja outras respostas:

Sentimento


Alegria, claro. As pessoas que vieram nos apoiar e todos os peruanos, sabemos que estão contentes. Isso nos enche de satisfação. Internamente estou muito feliz. Não poderia dizer se foi o melhor jogo nos últimos anos. Eu teria que revisar, mas acho que a equipe jogou muito bem diante de uma seleção forte. Tem outro nível pelo time que enfrentamos. E também porque nos leva a uma final.

Peru no melhor momento?

Sim. Estamos em um pico muito positivo para chegar nessa final. É um adversário que, mesmo estando bem, teremos muito cuidado. Se eu tivesse que escolher um momento para chegar à final, seria esse. O adversário não é o ideal, pois é muito difícil, mas acredito que temos dias para analisar. E a partir daí tirar as conclusões para ver o que é melhor. Estamos dispostos a colocar os melhores jogadores. Estamos abertos a tudo.

Correções

Estamos sempre melhorando e trabalhando para isso. É algo constante. As vezes atuando em espaços de tempo longos. Os jogadores tem formas diferentes de trabalhar com os treinadores. Todas as seleções enfrentam esse processo. Temos uma forma diferente. Temos que reintrar conceitos, o que acreditamos ser melhor. Acho que nunca vai mudar. Ter que corrigir e melhorar permanentemente. Sabemos o que queremos no campo. Pode ser um benefício ao longo do tempo.

Carillo e Flores

Acho que todos terminaram bem. Acredito que não teremos problemas. pode ser que tenhamos que agir com precaução, mas acho que não teremos nada. Vamos contar com todos. os médicos disseram que não teremos problemas.