Barcelona x Athletic Bilbao - Comemoração

Rakitic celebra o gol que garantiu a sofrida vitória do Barcelona sobre o Bilbao, que valeu a ponta provisória (AFP)

Carlos Alberto Vieira
24/06/2020
05:50
- Rio de Janeiro (RJ) 

O Barcelona voltou a vencer no Espanhol. Um triunfo chorado por 1 a 0 sobre o bom time do Athletic Bilbao, no Camp Nou, sem público (protocolo de segurança por causa da Covid-19). Assim, reassumiu a liderança da Liga, pelo menos até o fim do jogo do Real Madrid contra o Mallorca, nesta quarta-feira. Se os Merengues vencerem, voltam à ponta. Mas o futebol da equipe catalã mais uma vez deixou a desejar, como ocorreu em muitos jogos da temporada antes da interrupção por causa da pandemia e no empate em 0 a 0 com o Sevilla na semana passada. Embora o Barça tenha feito um gol e pudesse até golear se não lamentasse as duas chances perdidas de Messi e uma bola na trave de Fati no último lance do jogo, a verdade é que o time nem em sonho consegue repetir o bom futebol da era Guardiola e Luis Enrique.

Por isso, fica a dúvida. Será que o time tem cacife para sagrar-se campeão ou será atropelado pelo Real Madrid? Os madridistas entraram na rodada na liderança e têm tudo para voltar ao primeiro posto, já que nesta quarta-feira enfrentam um Mallorca que está na posição 18, lutando para não ser rebaixado.

- Vejo o Barcelona com os mesmos problemas de jogo que o time demonstrava quando era dirigido pelo Ernesto Valverde (NR: demitido em janeiro) que foi responsabilizado pelos defeitos coletivos que o Barcelona apresentou nas últimas temporadas. Em termo de jogo o esquema se repete com Setién, que tem outra ideia tática, mas não teve tempo para aplicá-las, muito por causa da pandemia. Mas o fato é que os defeitos se repetem e, quando Messi não está inspirado, o time sofre muito - comenta André Kfouri, da ESPN Brasil.

Andre Kfouri vê o Real Madrid com um leve favoritismo rumo ao título.

- Não acho que o Real tenha atuações brilhantes, mas vem sendo mais eficiente do que o Barcelona e a tabela restante é um pouco menos difícil. Não cravo que o Real vá vencer todos os jogos, mas desde o recomeço da Liga, o time de Madri tem sido mais competente e em caso de empate em pontos ele leva vantagem, isso tem de ser considerado.

Para ilustrar o comentário, eis abaixo os jogos que restam para cada equipe:

Barcelona - Celta (décimo sexto colocado, fora); Atlético de Madri (terceiro, em casa);  Villarreal (sexto, fora), Espanyol (último, em casa), Valladolid (décimo quinto, fora), Osasuna (décimo segundo, em casa) e Alavés (décimo terceiro, fora).

Real Madrid - Mallorca, (hoje, décimo oitavo colocado, em casa); Espanyol (último, fora), Getafe (quinto, em casa), Bilbao (décimo, fora); Alavés (décimo terceiro, casa); Granada (décimo, fora), Villarreal (sexto, em casa) e Leganés (décimo nono, fora).

Na Espanha

Para Juan Cruz, colunista do 'Diário AS', o Barcelona segue dependendo de Messi e, desta vez, contra o Bilbao, o time jogava sem emoção, só melhorando e ganhando velocidade depois  que três reservas entraram em campo - Ansu Fati, Riqui e Rakitic - para auxiliar o jogo ofensivo do argentino.

- Está claro que o craque tem uma dificuldade cada vez mais visível para garantir as vitórias do Barcelona e isso reduz a chance de conquista do título.

Sergi Solé, redator-chefe do 'Mundo Deportivo', é mais otimista. Mas crê que o treinador Setién precisará apostar nos jogadores mais jovens como Ansu Fati e Riqui, garotos que deram novo fôlego a um time "messidependente".

- Para o Barcelona chegar ao título, é hora de dar espaço para a esperança, que são os garotos. Tenho certeza que, para poupar os medalhões, os meninos entrarão na próxima rodada, contra o Celta. Mas quero ver isso em jogos como o da semana que vem, contra o Atlético de Madrid.