Jogadores na Ucrânia

Brasileiros pedem ajuda para que possam sair da Ucrânia (Imagem: Reprodução de internet)

LANCE!
24/02/2022
10:42
Kiev (UCR)

O conflito entre Rússia e Ucrânia não começou no último mês de novembro, quando Vladimir Putin ordenou o deslocamento de cerca de 100 mil soldados para a fronteira entre os dois países. A questão geopolítica é profunda e escancara cicatrizes deixadas ainda pelo período do pós-Guerra Mundial. O LANCE! explica como se deu a grave crise no Leste Europeu. 

> Atletas pedem socorro para deixar a Ucrânia: veja jogadores brasileiros que atuam no país e duração de contratos

EXTINÇÃO DA UNIÃO SOVIÉTICA
A Ucrânia fazia parte da extinta União Soviética, mas declarou independência no dia 21 de agosto de 1991. O país era tratado como uma região chave da antiga nação socialista por ser a segunda região mais populosa e por concentrar grande parte do setor agrícola, industrial e de aparatos militares.

+ Jogadores brasileiros pedem ajuda do Governo para saírem da Ucrânia

No entanto, o conflito geopolítico passa pelo interesse da Ucrânia em se aliar com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), uma aliança militar que, nos últimos anos, anexou países que faziam parte da extinta União Soviética e que atualmente conta com 30 membros.

Vladimir Putin, presidente da Rússia, afirma que a anexação da Ucrânia e da Geórgia pela OTAN é uma ameaça ao seu país. O leste da Rússia é considerado o ponto mais vulnerável do ponto de vista militar, mas a OTAN agregou Estônia, Letônia e Lituânia para a aliança militar em 2004, o que irritou o Kremlin.

+ Veja a lista de brasileiros que atuam na Ucrânia e seus contratos

CONFLITOS ARMADOS
​Em 2013, na Ucrânia, aconteceu o evento chamado Euromaidan, que pode ser tratado como uma revolução ou como um golpe político. Na ocasião, diversas pessoas começaram a protestar nas ruas contrários ao governo de Víktor Yanukóvytch, aliado da Rússia, por conta de casos de corrupção.

Os conflitos resultaram em uma Guerra Civil que fez com que outros ucranianos se juntassem aos primeiros manifestantes. Após muitas mortes, Víktor Yanukóvytch deixou a presidência do país no dia 23 de fevereiro de 2014.

No mesmo ano, os russos étinicos, que condenaram os eventos que ocorreram em Kiev e que buscam laços mais estreitos com Moscou, promoveram a Guerra da Crimeia, com o apoio da Rússia. A região havia sido cedida à Ucrânia em 1954, mas oito nações já reconhecem a independência da região separatista.

REGIÃO DE DONBAS
​Também em 2014, Donetsk e Luhank, províncias de Donbas, que também são próximos da Rússia devido a presença de grande parte da população que tem etnia russa, declararam independência da Ucrânia. O caso fez com que clubes de futebol, como o Shakhtar e o Zorya tivessem que deixar as regiões de origem e atuassem em Kiev.

Na última segunda-feira, através de um pronunciamento oficial, Vladimir Putin reconheceu as independências das duas regiões, embora o conflito militar exista há oito anos. Já nesta quinta-feira, a Rússia invadiu militarmente a Ucrânia com o intuito de defender as reivindicações territoriais das duas regiões.