Turki Al al-Sheikh

Turki Al-Sheikh "pensa seriamente em retirar os investimentos" do Pyramids (Foto: AFP)

LANCE!
25/09/2018
12:07
Caio (EGI)

Após fazer grandes investimentos na estrutura e na contratação de jogadores, o Pyramids pode ficar sem todos os investimentos feitos pelo dono do clube Turki Al-Sheikh. O árabe, que também é presidente da Autoridade Esportivo Geral e do Comitê Olímpico da Arábia Saudita, ameaça retirar tudo que investiu no clube. A informação é do Globoesporte.com e foi confirmada pelo LANCE!.

- Penso seriamente em retirar os investimentos no esporte no Egito. Um ataque estranho de cada lado e todo dia uma história... Dor de cabeça desnecessária - escreveu o árabe em suas redes sociais

Turki Al-Sheikh tem recebido muitas críticas da imprensa local, por questões políticas e por conta dos altos investimentos não serem bem recebidos no Egito. Entre as contratações, os brasileiros Keno, Ribamar e Rodriguinho. Os jogadores podem ser repassados para a Arábia Saudita.

Conforme apurou o L!, a retirada de investimentos pode estar relacionada a uma série de ofensas sofridas por Al-Sheikh. Na partida entre Al-Ahly e Horoya pela Liga dos Campeões da CAF (no dia 22/09), a torcida egípcia entoou um canto com diversas ofensas ao sheik, que é ex-presidente honorário do clube.

A relação já estava estremecida quando Al-Sheikh deixou o Al-Ahly. Agora, o bilionário ameaça retirar os investimentos do Pyramids (relembre abaixo a matéria especial do L! sobre o clube) para pressionar a Federação até que seu ex-clube ou a torcida sejam penalizados pelas ofensas.

Segundo o site 'Archy news', o clube egípcio já projeta uma reunião para decidir as novas direções que o Pyramids vai tomar após a saída de Turki Al-Sheikh. Vale ressaltar que Alberto Valentim, o atual treinador do Vasco, saiu do clube após apenas três jogos no comando e foi ventilado a hipótese do treinador brasileiro ter sido demitido por causa de uma relação ruim com o presidente.