invasão russa na Ucrânia

Rússia invadiu a Ucrânia nesta quinta-feira (AFP)

LANCE!
24/02/2022
13:02
Londres (ING)

Chris Bryant, deputado do Partido Trabalhista do Reino Unido, pediu a saída de Roman Abramovich do Chelsea. Em discurso na Casa dos Comuns, o político afirmou que tem provas de que o mandatário dos Blues possui relações ilícitas com Vladimir Putin.

Em discurso, Bryant relatou que possui em mãos documentos vazados de 2019 que provam movimentações financeiras "ilícitas e malignas" por parte de Abramovich. Para o deputado, o presidente do Chelsea é uma peça de interesse da Rússia.

Segundo o trabalhista, a Inglaterra deveria confiscar alguns dos ativos do mandatário, como a casa de 152 milhões de libras, e chancelar seu banimento do Chelsea. No entando, Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, afirmou que o Abramovic não está sujeito a sanções.

O magnata russo não tem permissão de morar no Reino Unido após ter retirado seu pedido de visto do nível um. Em 2018, ele retirou um passaporte israelense que o permite viver na Inglaterra por seis meses.

ENTENDA O CASO
Desde 2014, a região de Donetsk se declarou independente da Ucrânia. Por conta dos conflitos geopolíticos, o Shakhtar teve que deixar a cidade de origem e atuar em Kiev. O mesmo acontece com a região de Luhansk. Na última segunda-feira, Vladimir Putin, presidente da Rússia, reconheceu a independência das duas províncias.

Nesta quinta-feira, a Rússia decidiu invadir militarmente a Ucrânia com o argumento de que está atuando em defesa das reivindicações territoriais. No entanto, há pouco esclarecimento se a nação de Putin busca apenas garantir a soberania de Donetsk e Luhansk ou se planeja se expandir territorialmente.