Daniel Alves (PSG): Um dos piores em campo na derrota de 2 a 1 para o Real Madrid, que custou a eliminação na Champions. Colaborou muito pouco na parte ofensiva do time francês e perdeu a bola que originou o primeiro gol do time madrilenho.

Segundo o brasileiro, relação entre os dois não é muito boa (Foto: Franck Fife / AFP)

LANCE!
09/11/2018
10:50
Paris (FRA)

Em entrevista a 'Sky Sports', o lateral Daniel Alves rasgou elogios ao treinador Pep Guardiola, falou de sua passagem vitorioso no Barcelona, disse porque não foi para o Manchester City, apesar da boa relação com o treinador e revelou que quase trabalhou com José Mourinho no Chelsea, antes de ir para o Barça, além de frisar que a relação entre os dois não é boa, por culpa do brasileiro.

Quase Blues e relação com Mourinho
- Eu gostava de trabalhar com pessoas competitivas. Estive próximo de trabalhar com ele (Mourinho), estive próximo de jogar no Chelsea, antes de ir para o Barcelona. Não fui por opção do clube. Eu estava certo que ia trabalhar com Mourinho, não sei se tive a informação diferente, que ele não me queria no time, porque desde então nossa relação não é muito boa. Mas foi minha culpa, eu estava convencido que ia trabalhar com ele - disse Daniel Alves


Guardiola e Barça
- Foi o melhor treinador que já trabalhei. É um gênio nos momentos chaves. Sabe como dizer aos seus jogadores exatamente o que devem fazer. Em muitas ocasiões, foi o treinador que nos ganhou partidas. Simplesmente tínhamos que seguir suas instruções - comentou o brasileiro

Quase um Citizen
- Estava tudo certo de eu ir para o Manchester City e não fui por uma decisão familiar. Falei com Pep e ele sabia da minha intenção em voltar a trabalhar com ele, sabe do meu apreço gigante que tenho a ele e ao seu staff - finalizou