Neymar, Cavani e Mbappe

Edson Cavani confirma permanência no PSG até o fim do contrato  (Foto: AFP)

LANCE!
02/08/2019
18:22
Paris (FRA)

Cavani comentou sobre a sua relação com Neymar no PSG. Em entrevista ao portal francês 'Le Parisien', o atacante uruguaio afirmou que no início os dois tiveram disputas dentro do clube, logo após a chegada do brasileiro. No entanto, ao longo da convivência, ambos se acertaram e acredita no potencial do camisa 10 do clube francês.  

Vale lembrar que os dois tiveram um episódio polêmico. O uruguaio se preparou para cobrar a penalidade, e Neymar pediu a ele para bater. O camisa 9, no entanto, não deixou. Cobrou o pênalti, e o goleiro Anthony Lopes defendeu. Antes do lance, Cavani havia pedido a bola a Daniel Alves para cobrar uma falta, mas o lateral não cedeu. A cobrança ficou nos pés de Neymar, e Lopes também fez a defesa.

- Nossa relação é profissional. Muita coisa foi dita sobre nós. É verdade que tivemos nossas disputas durante os primeiros meses depois da chegada dele, mas é muito bom poder conversar um com outro para se explicar, e foi isso que aconteceu. As mídias sociais e a comunicação externa ao clube são muito exageradas e muita coisa que foi dita sobre nós não é verdade - afirmou Cavani.

- Eu o valorizo muito. É um menino de bom coração. Eu espero que tudo que tenha acontecido dê a ele a experiência para crescer como indivíduo. Eu acredito que ele ainda tem muito o que dar ao Paris. Sim, eu gostaria que ele ficasse no PSG. Jogar com grandes jogadores como ele e Mbappé é sempre muito bom. Agora é importante que nós encontremos uma conexão entre nós para criar um bom time e uma boa atmosfera de trabalho, com sacrifício e profissionalismo.

O atacante do PSG ainda acrescentou sobre a sua permanência no PSG. Ele salientou que irpa cumprir o seu contrato até o fim. O jogador está no clube desde julho de 2013 e ainda tem mais um ano de contrato em Paris.

- Como eu disse na temporada passada, eu me comprometi com a torcida e comigo mesmo que terminaria o meu contrato atual com o clube. Então, nós veremos se o futebol me permitirá continuar aqui. Posso até acabar voltando para o Uruguai. No futebol, as coisas não dependem só de você, tem a vontade do clube e dos torcedores.