Bayern de Munique x Chelsea

Com nova atuação de gala de Lewandowski, o Bayern derrotou o Chelsea por 4 a 1 Foto: Tobias SCHWARZ / AFP)

LANCE!
08/08/2020
18:05
Munique (ALE)

Sem dificuldades, o Bayern de Munique confirmou o favoritismo, goleou novamente o Chelsea e se classificou às quartas de final da Champions League ao aplicar 4 a 1 no Chelsea, em casa, na noite deste sábado, na Alemanha. Os gols foram marcados por Lewandowski (dois), Tolisso e Perisic. O polonês ainda deu duas assistências. Na ida, na Inglaterra, 3 a 0 para os alemães. 

Com o resultado, o time comandado por Hans Flick enfrentará o Barcelona, que eliminou o Napoli ao vencer os italianos por 3 a 1. O jogo, que será em Lisboa, assim como toda a reta final da Champions, acontecerá na próxima sexta-feira, às 16h. 

Começo avassalador
A superioridade do Bayern era esperada, ainda mais com o Chelsea todo desfigurado e sem jogadores importantes, como William, Marco Alonso, Jorginho, Azpilicueta, Pulisic, Pedro e  Loftus-Cheek. Logo aos oito, já estava 1 a 0. Lewandowski sofreu pênalti do goleiro Caballero, cobrou e fez. Inicialmente, foi dado impedimento no lance mas o VAR foi consultado e ele confirmou a penalidade. Foi o 12º gol do polonês nesta Champions. Ele é o artilheiro isolado, com dois a mais do que o eliminado Haaland e com o dobro de Gabriel Jesus. 

Pouco depois, Muller quase ampliou em chute de fora da área. Mas quem marcou mesmo foi Perisic, aos 23. Após lateral para o Chelsea, Müller roubou a bola a bola de Kovacic e toca para Lewandowski, que esperou para rolar na hora certa para o croata fazer 2 a 0.  Apesar da intensidade dos bávaros, o Chelsea descontou, aos  27, quando Hudson-Odoi fez um golaço, mas o tento foi anulado. No fim do primeiro tempo, aos 43 os Blues, enfim descontaram: Neuer vacilou, espalmou pra frente e Abraham não desperdiçou. 

Pé no freio, mas gols
O segundo tempo começou com o Chelsea partindo para o tudo ou nada, mas de forma desorganizada, o que fez o Bayern retomas as rédeas da partida. Mesmo nitidamente com pé no freio, os bávaros tiveram boas oportunidades com Lewandowski, Muller, Coutinho e Thiago Alcântara.  Aos  30, o polonês apareceu novamente e cruzou na medida para Tolisso fazer 3 a 1.  Como a noite era mesmo de Lewa, ele voltou a deixar o dele: aos 38, Javi Martínez cruzou na cabeça do camisa 9, que chegou ao 13º gol na temporada.