Neymar - PSG x Bayern de Munique

Neymar saiu derrotado na última final (Foto: LLUIS GENE/AFP)

Rafael Bizarelo
01/04/2021
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Na próxima quarta-feira, Paris Saint-Germain e Bayern de Munique se enfrentam pelas quartas de final da Champions League. O último confronto das duas equipes foi pela final da última edição da mesma competição. Relembre a partida e veja o que mudou nos dois times desde então.

Veja o mata-mata da Champions League

O ÚLTIMO CONFRONTO
Em busca de seu segundo título de Champions League, Neymar foi protagonista do Paris Saint-Germain na última edição da competição. O brasileiro foi essencial para ajudar o PSG à se classificar contra Borussia Dortmund, Atalanta e RB Leipzig , sobrando o Bayern de Munique na final.

Do outro lado, uma máquina montada pelo treinador alemão Hansi Flick acabava com os adversários. Duas vitórias por três gols de diferença contra o Chelsea, um 8 a 2 contra o Barcelona e um 3 a 0 contra o Lyon colocaram os alemães na final da Champions League contra o PSG.

A decisão foi disputada na 'bolha da Champions', no Estádio da Luz, em Lisboa, e o confronto entre Neymar e Lewandowski era o grande assunto da vez. Dentro de campo, o brasileiro foi responsável por criar um grande número de chances para Mbappé, que não soube aproveitá-las.

O lado alemão também enfrentava dificuldades para converter as chances em gol, e Lewandowski não fugia à regra. Enquanto o PSG errava muito o ditado 'camarão que dorme a onda leva' prevaleceu. No segundo tempo, Kingsley Coman, ex-Paris Saint-Germain, marcou o gol do título do Bayern de Munique. Veja a ficha do jogo no final da matéria.

AS MUDANÇAS
O PSG teve três mudanças relevantes do último confronto até a partida desta quarta-feira. O zagueiro Thiago Silva, capitão na final, mudou-se sem custos para o Chelsea, e o atacante Choupo-Moting, herói contra a Atalanta, assinou de graça com o próprio Bayern de Munique. Além dos jogadores, o treinador Thomas Tuchel também saiu da equipe francesa, assinando com o Chelsea.

Ainda assim, o Paris Saint-Germain não teve apenas perdas, e foi ao mercado para conseguir reforços. Por empréstimo, os franceses assinaram com o lateral Alessandro Florenzi, da Roma, o volante Danilo Pereira, do Porto, e o atacante Moise Kean, do Everton, além da contratação sem custos do meia Rafinha, ex-Barcelona. Com a saída de Tuchel, o treinador Mauricio Pochettino, ex-Tottenham, assinou com o PSG.

Do lado alemão, o Bayern viu o contrato de empréstimo de três jogadores se encerrar. Ivan Perisic, da Inter de Milão, Álvaro Odriozola, do Real Madrid, e Phillipe Coutinho, do Barcelona, voltaram aos seus clubes. Além deles, o meia Thiago, titular na final, foi vendido ao Liverpool por 22 milhões de euros.

O Bayern de Munique também movimentou-se no mercado, e contratou, sem custos o atacante Choupo-Moting, ex-PSG. O clube alemão também pagou 45 milhões de euros ao Manchester City para contar com Leroy Sané, além de 9 milhões ao Espanyol para contratar Marc Roca e 8 milhões para o Marseille na contratação de Bouna Sarr. Por fim, o empréstimo do brasileiro Douglas Costa foi assinado com a Juventus.

RELEMBRE A FINAL
PARIS SAINT GERMAIN 0 X 1 BAYERN DE MUNIQUE
23/08/2020 - FINAL DA CHAMPIONS LEAGUE - ESTÁDIO DA LUZ

PSG (Treinador: Thomas Tuchel)
Navas; Kehrer, Thiago Silva, Kimpembe e Bernat (Kurzawa); Marquinhos, Herrera (Draxler) e Paredes (Verratti); Di María (Choupo-Moting); Neymar e Mbappé.

BAYERN DE MUNIQUE (Treinador Hansi Flick)
Neuer; Kimmich, Boateng (Sule), Alaba e Davies; Goretzka e Thiago (Tolisso); Gnabry (Coutinho), Coman (Perisic) e Muller; Lewandowski.

Gol: Coman (14' - 2ºT)