Brasil x Argentina

Partida foi interrompida por autoridades  (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

LANCE!
05/09/2021
16:42
São Paulo (SP)

A bola rolou entre Brasil e Argentina por apenas quatro minutos e 50 segundos neste domingo (5). Autoridades da Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária e da Polícia Federal interromperam a partida válida pela sexta rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. Emiliano Martínez, Cristian Romero, Giovani Lo Celso e Emiliano Buendía são os jogadores que descumpriram as normas sanitárias do Brasil.

Os três primeiros entraram em campo no confronto, enquanto Buendia não foi relacionado.  Às 17h01, a partida foi suspensa pela Conmebol.

Após muita discussão no banco de reservas, os integrantes entraram no gramado. Houve um princípio de confusão e os capitães Neymar e Messi tentaram intervir nas conversas com o agente da Anvisa, da Polícia Federal e o delegado da partida. Por fim, os atletas da Argentina entraram no vestiário.

À Rede Globo, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou.

- São quatro jogadores. Eles, ao chegarem em território nacional, apresentam a declaração de saúde do viajante. Neste documento não falava que eles passaram por um dos três países que estão restritos, justamente para a contenção da pandemia. Mas depois foi constatado que eles passaram pelo Reino Unido - e emendou:

- Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entram em campo, há uma sequência de descumprimentos - completou.

Barra Torres opinou sobre os procedimentos sanitários.

- Eu não tenho conhecimento da lei desportiva, não posso opinar sobre isso. O que sei do aspecto sanitário, é que esses quatro jogadores precisam ser deportados do Brasil. Serão autuados e multados por uma sequência de infrações sanitárias. A primeira infração foi não cumpri o isolamento, a anterior em responder de maneira fidedigna o questionamento do viajante, e agora jogando. Com mais de 500 mil mortos, no meio da pandemia, as ordens estão sendo descumpridas a mando não sei de quem - disse.

Após minutos de suspense, os jogadores da Argentina trocaram seus uniformes. Carros e motocicletas da PF começaram a se direcionar para a Neo Química Arena e escoltar a seleção albiceleste. Houve uma tentativa de retomar a partida, mas sem sucesso.

Às 17h01, quando a Conmebol disse que o jogo foi suspenso. Depois disto, jogadores da Seleção Brasileira fizeram um treino sob o comando de Tite.