Luis Enrique - Barcelona

Luis Enrique concedeu uma de suas últimas coletivas pelo Barcelona (Foto: Lluis Gene / AFP)

LANCE!
26/05/2017
17:00
Madri (ESP)

O Barcelona fecha sua participação na temporada neste sábado, quando enfrenta o Alavés, às 16h30 (de Brasília), na final da Copa do Rei. O duelo marcará a despedida do técnico Luis Enrique, que já anunciou que não ficará no clube em 2017/18. Outro fator importante será a última partida oficial do Estádio Vicente Calderón, uma vez que o Atlético de Madrid vai passar a atuar no Wanda Metropolitano.

O time catalão é o maior vencedor da Copa do Rei, com 28 conquistas em 38 decisões. Por outro lado, o Alavés quer o seu primeiro título na elite do futebol espanhol em toda a sua história.

Luis Enrique fará o seu 181º jogo pelo Barcelona como treinador contra o Alavés, em três temporadas. No total, ele soma 137 vitórias e oito títulos: Campeonato Espanhol (2), Copa do Rei (2), Supercopa da Espanha (1), Liga dos Campeões (1), Mundial de Clubes (1) e Supercopa da Europa (1).

Suárez
Suárez não encara o Alavés (Foto: Josep Lago / AFP)

Tudo indica que Luis Enrique vai tirar um ano sabático, assim como fez Pep Guardiola quando deixou o Barcelona. No entanto, o treinador assegura que ainda não tem nada decidido. Ele falou, em entrevista coletiva, sobre o legado que deixará após três anos à frente do clube.

- Me interessa muito pouco o legado que deixarei, isso pertence ao futebol. Fomos fiéis ao estilo Barça. Conquistamos títulos e em geral é uma trajetória positiva. Creio que dei meus 100% no trabalho. O que deixo para o time são vocês (jornalistas) que podem dizer - afirmou o comandante, em entrevista coletiva:

Piqué na inauguração da Cruyff Court
Piqué está de volta ao Barcelona (Foto: Divulgação/Barcelona)

- Quem sabe um dia possa voltar a ser técnico do Barça. É a minha casa, é o meu clube. Por que não voltar? Eu sou jovem, simpático, agradável, por que não em alguns anos?.

Para o duelo, Lucho terá alguns desfalques. O atacante Luis Suárez está suspenso e não pega o Alavés, assim como Sergi Roberto. Aleix Vidal, Rafinha e Mathieu, lesionados, também estão fora. A tendência é que Alcácer assuma o lugar do uruguaio no ataque ao lado de Messi e Neymar. Na direita, Mascherano, André Gomes e Digne são opções. De volta, Piqué elogiou o brasileiro Marlon.

Primeiro gol de Mascherano pelo Barça - Barcelona x Osasuna
Mascherano pode ser titular neste sábado (Foto: Lluis Gene / AFP)

- Marlon pode ter um bom futuro. É um jogador muito estável, muito tranquilo com a bola, e isso sempre ajuda muito para se jogar no Barça. Temos como filosofia sempre sair com a bola desde atrás. Para isso o jogador precisa ter muita tranquilidade e aguentar a pressão. E creio que Marlon faz isso bem - disse o zagueiro espanhol, em entrevista coletiva.

Piqué falou também sobre a despedida de Luis Enrique.

- Ele merece o melhor final. Sei que ele não teve uma relação fácil com vocês (jornalistas), mas foi um dos melhores treinadores da história do clube. Tentaremos conseguir esse título.

ALAVÉS QUER PRIMEIRO TÍTULO

Sem um título na elite espanhola, o Alavés tem a chance na final da Copa do Rei. A missão de desbancar o Barcelona não é fácil.

Deyverson (Alavés)
Deyverson é a esperança de gols do Alavés (Foto: Reprodução)

O maior feito do Alavés em sua história foi o vice-campeonato da Copa da Uefa (atual Liga Europa), em 2001. Na ocasião, os espanhóis perderam para o Liverpool na prorrogação, após empate em 4 a 4 no tempo normal.

O técnico Mauricio Pellegrino terá o desfalque do zagueiro Víctor Laguardia, que está lesionado. Mas terá o retorno do brasileiro Rodrigo Ely, recuperado de problemas físicos.

O destaque fica por conta do atacante brasileiro Deyverson, que é motivo de preocupação para Luis Enrique.

- Deyverson é um dos atacantes complicados do futebol espanhol por seu nível técnico e também pelo físico. É muito bom no jogo aéreo, um lutador nato, continua as jogadas que cria para seu time na segunda bola. Chega muito bem na conclusão, é muito rápido na transição. É um jogador completo, que sempre será complicado de enfrentar e que um jogador chave para o jogo do Alavés - afirmou Lucho.