Trevor Lawrence quarterback de Clemson

Trevor Lawrence é um dos melhores QBs na história do College Football (Clemson Athletics)

LANCE!
16/10/2020
20:03
Clemson (EUA)

O brasileiro terá em sua tela a oportunidade de ver dois dos mais talentosos jogadores do College Football. Logo no primeiro horário, às 13h, na ESPN2, Trevor Lawrence estará em ação por Clemson contra Georgia Tech. Às 20h37, também na ESPN2, Sam Howell encara a defesa de Florida State para manter North Carolina no sonho de chegar aos playoffs do futebol americano universitário.

Melhor desde Andrew Luck
Trevor Lawrence tem tudo que um time procura em um quarterback. Será uma surpresa enorme que alguma franquia da NFL, independente de qual time for, escolha um nome diferente de Lawrence no Draft de 2021. O quarterback de Clemson tem altura, 1.94m, um braço potente capaz de fazer todos os lançamentos, precisão, atleticismo, liderança e é vencedor no College. O jogador tem apenas uma derrota em 29 jogos na carreira. O insucesso ocorreu em 2019, contra a fantástica LSU na decisão do título nacional.

Lawrence 8085 jardas aéreas na carreira universitária, com 76 touchdowns e 12 interceptações. Em 2020, o QB elevou ainda mais seu jogo, com 1140 jardas aéreas, 10 touchdowns e nenhuma interceptação até o momento.

Diante de Georgia Tech, o jogador deve ter mais uma atuação destacada, dissecando a defesa rival e colocando números incríveis no placar. A quinta vitória na temporada é questão de tempo.

Sam Howell com foco em 2022
Howell mudou o patamar de North Carolina no College Football, ao lado do lendário treinador Mack Brown. Uma franquia que vivia um período recente de fracassos, voltou a ser relevante no cenário do futebol americano universitário. Em 2020, UNC estão em um nível ainda mais elevado, com três vitórias seguidas. O quarterback também elevou seu jogo, com 68.7% de aproveitamento dos passes, 777 jardas, seis touchdowns e três interceptações.

Sam Howell, ao contrário de Lawrence, terá uma luta dura para ser o primeiro QB escolhido em 2022, ano que estará elegível para ir para a NFL. O quarterback terá, ao menos, a concorrência de Kedon Slovis, de USC, entre outros novos rivais que podem emergir entre essa temporada e a próxima.

Howell não tem um jogo tão limpo quanto Lawrence, podendo evoluir nas bolas longas e, sobretudo, em leituras de como a defesa está se portando e o que ela vai ceder para o ataque, seu atleticismo também é mediano, mas o suficiente para ganhar um pouco mais de tempo no pocket. É um jogador que será minuciosamente analisado pelos times da NFL neste e no próximo ano.