Romário e Ivy

Filha com down motivou Romário a entrar para a política (FOTO: Divulgação)

LANCE!
17/08/2021
09:48
Rio de Janeiro (Rj)

Romário usou as redes sociais para responder declaração do ministro da Educação Milton Ribeiro, que afirmou em entrevista à TV Brasil que a inclusão de crianças com necessidades especiais “atrapalha” o aprendizado de alunos sem a mesma condição.
+ Confira a classificação do Brasileirão

- Inclusivismo, que é o inclusivismo? A criança com deficiência era colocada dentro de uma sala de alunos sem deficiência. Ela não aprendia. Ela atrapalhava o aprendizado dos outros porque a professora não tinha equipe, não tinha conhecimento para poder dar a ela atenção especial - disse o ministro da Educação.

Romário tem forte ligação com a questão inclusiva no Brasil. O nascimento da sua filha Ivy, que tem síndrome de down, foi motivo para o ex-jogador entrar para a política e promover mudanças na legislação em favor das pessoas com a deficiência. O ex-atacante é senador pelo PL-RJ. 

Em seu Instagram, Romário chamou Milton Ribeiro de 'completo idiota' e 'imbecil' ao questionar a declaração.

- Somente uma pessoa privada de inteligência, aqueles que chamamos de imbecil, podem soltar uma frase como essa. Eles existem aos montes, mas não esperamos que estes ocupem o lugar de ministro da Educação de um país. A atividade de educar salva vidas, transforma pessoas e nações, impulsiona a economia, elimina barreiras e transforma o mundo em um lugar melhor. Homens e mulheres que ocupam posições de gestão pública devem trabalhar incansavelmente para que essa magia que a educação gera possa acontecer - começou Romário.

- Para isso, eles não devem poupar recursos para derrubar barreiras permitindo que todos tenham acesso e possam participar plenamente da sociedade, sendo educados, de maneira plena, sem sofrer preconceitos por suas diferenças. A diversidade de alunos em sala de aula não atrapalha, porque ninguém que busque o conhecimento atrapalha. Pessoas com deficiência em sala de aula estão, com a sua presença, também contribuindo para uma importante lição, a de que somos diversos e que não podemos deixar ninguém pra trás - completou.

Não foi a primeira vez que o Ministro da Educação polemizou sobre temáticas de ensino e inclusão. Milton já disse que a universidade 'deve ser para poucos' e que reitores de instituições públicas 'não podem ser esquerdistas e muito menos lulistas'.

- O ministro da Educação faltou a muitas aulas, deixando a imbecilidade tomar o lugar da inteligência e da humanidade. Você é um completo idiota! - concluiu Romário.