Angelo Assumpção - Ginasta

Ângelo Assumpção é acusado de ofensas homofóbicas por Gabriel Alves (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
25/07/2021
20:18
São Paulo (Sp)

Vítima de racismo em caso envolvendo o atleta olímpico Arthur Nory, Ângelo Assumpção, sem clube desde que denunciou o episódio, é acusado de homofobia por Gabriel Alves, de 17 anos. Em um sequência de desabafos, o ginasta alega que sofreu recorrentes humilhações quando ambos treinavam no Pinheiros, de São Paulo. Segundo Gabriel, Ângelo o ofendia muitas vezes com direcionamentos homofóbicos.
+ Confira a classificação do Brasileirão

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Paulista de Ginástica chegou a investigar as acusações no mesmo processo que envolvia Ângelo Assumpção e a comparação racista de Arthur Nory.

- Em 2014, ainda antes do caso do racismo, Ângelo me apelidou de “Rebeca Blackout” e de “Leona” era assim que ele me chamava, nunca pelo meu verdadeiro nome! Eu realmente ficava mal com os apelidos e falava que não era parecido, que não tinha semelhanças nenhuma, mas ele afirmava que era só questão de tempo pra eu me descobrir! E foi assim o ano de 2014 todinho, sempre “Rebeca” ou “Leona" - relatou. Leona seria uma referência a um garoto negro,gay, que se prostituía em Salvador.

- Ele falava que eu parecia o menino do vídeo, não só na aparência, mas no jeito de viado. Que ia demorar pouco para eu descobrir sobre ser viado. Ele começou a me chamar sempre por esses nomes. Nunca era meu nome de verdade, sempre pelos apelidos. A impressão que eu tenho é que ele fazia para me diminuir. Para se aparecer na frente dos outros e me diminuir - completou.

O ginasta Gabriel Alves explica que Ângelo Assumpção 'estragou' o seu psicológico quando 'era apenas uma criança'.

- Eu acompanhei o Ângelo de 2014 até 2019, o dia que ele foi desligado do clube! Em todos esses anos os apelidos sempre continuaram, eram sempre os mesmos! Ele nunca mudou comigo! Sempre com o mesmo ego! Até hoje não ouvi um pedido de desculpas e ele nunca me procurou pra falar sobre como ele estragou o meu psicológico quando eu era apenas uma criança! Pois o ego dele sempre foi maior! - disse o atleta.

Nas redes sociais, Gabriel e Arthur Nory apresentam uma relação próxima. No desabafo, o jovem de 17 anos defende o companheiro acusado de racismo e cobra posturas de Ângelo.

- Se o Nory está nas olimpíadas é mérito dele! O Nory errou e aprendeu com o erro, pediu desculpas muitas vezes e amadureceu muito! Até hoje não chegou um pedido de desculpas do Ângelo no meu wpp! Nem em lugar nenhum! - acrescentou.

Sem clube desde o ano passado, Ângelo Assumpção recorrentemente protesta por ainda não ter sido apresentado a um novo contrato. Para o ginasta Gabriel Alves, 'se ele tivesse nível de atleta olímpico que agora dizem que ele tem, alguém já tinha procurado ele. Ninguém ia jogar fora o talento que dizem que ele tem. As pessoas da ginástica sabem sobre esses acontecimentos, que ele era desrespeitoso, tinha falta de educação, falta de comprometimento'.