Roman Abramovich - Chelsea

Abramovich teve bens bloqueados e chegou a colocar o Chelsea à venda (Foto: BEN STANSALL / AFP)

LANCE!
12/03/2022
11:21
Londres (ING)

Desde o início da guerra na Ucrânia, provocada pelo governo sob o comando de Vladimir Putin, a Rússia vem sofrendo sanções financeiras de boa parte do mundo ocidental, e não somente o governo, como também os multibilionários russos como o dono do Chelsea Roman Abramovich que teve seus bens bloqueados na Inglaterra. O especialista em política Guga Chacra, da Globo News, ironizou a situação pelas redes sociais.

Segundo Guga, as sanções contra o russo, que estão sendo feitas por causa da guerra, fizeram o mundo 'descobrir' que Abramovich era um 'oligarca', expressão utilizada para denominar um pequeno grupo de magnatas da Rússia que adquiriram riqueza, influência política e controle dos meios de comunicações após o colapso da União Soviética.

Guga ainda citou times de grande poder financeiro na Europa que seriam, segundo ele, comandados por ditaduras ou governos totalitários como o Qatar, no caso do PSG, ou da Arábia Saudita, como o Manchester City e mais recentemente o Newcastle.

- Descobriram ontem que um oligarca era dono do Chelsea? E quando vão descobrir que a ditadura do Qatar é dona do PSG, a dos Emirados é dona do Manchester City e a da Arábia Saudita é dona do Newcastle? - postou.

Os donos e suas ligações com os governos totalitários
Nasser Al-Khelaïfi, dono do PSG, é um empresário do Qatar com fortuna estimada em 156 bilhões de dólares. O patrão de craques como Messi, Neymar e Mbappé, é uma pessoa próxima ao Emir, o xeique Tamim bin Hamad al-Thani, chefe do fundo de riqueza soberana Autoridade de Investimento do Catar.

Nasser Al-Khelaïfi, dono do PSG
Patrão de Neymar é próximo do Emir do Qatar (Foto: THOMAS SAMSON / AFP)

O dono do Manchester City é o sheik Mansour bin Zayed, dos Emirados Árabes Unidos. Ele é membro da família real de Abu Dhabi e meio-irmão do atual presidente dos Emirados Árabes, Khalifa bin Zayed Al Nahyan.

Pep Guardiola, Sheik Mansour bin Zayed (dono do Manchester City) e Khaldoon Al Mubarak (presidente do Manchester City)
No centro, sheik dono do City conversa com Guardiola (Foto: Divulgação / Manchester City)

O novo dono do Newcastle é Mohammad bin Salman, príncipe herdeiro da Arábia Saudita, primeiro vice-primeiro ministro e o atual ministro da defesa do país. Ele comanda o país no lugar do pai, o rei, que está afastado do poder por problemas de saúde. Um relatório dos Estados Unidos aponta que o príncipe seria o mandante do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, principal opositor do governo, em 2018.

Mohammad Bin Salman
Mohammad bin Salman já foi acusado de transgressões aos direitos humanos (AFP)