Brasil x Equador - abraço em Tite

Jogadores da Seleção Brasileira abraçam Tite após gol contra o Equador pelas Eliminatórias da Copa do Mundo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

LANCE!
05/06/2021
18:56
Rio de Janeiro (RJ)

Após uma semana recheada de polêmicas com a Copa América e com o presidente da CBF Rogério Caboclo, o comentarista Paulo Vinícius Coelho avaliou, no portal "ge.globo", que Tite está mais forte na Seleção Brasileira. De acordo com o jornalista, críticas na web ao treinador não o impactaram e técnico tem histórico de sair melhor de adversidades. 

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- Os episódios desta semana não enfraqueceram Tite. Ao contrário, parecem fortalecê-lo. Está claro que, se Tite for vítima de assédio moral, ele não suportará. Lembranças de Kia Joorabchian, ao entrar no vestiário do Corinthians em 2005, depois de derrota corintiana para o São Paulo. A maneira como o treinador foi tratado foi uma das causas de sua saída do Parque São Jorge, naquela oportunidade - explicou o comentarista.

- Neste momento, no entanto, a aparência é de que os problemas de Caboclo, a absoluta certeza dos jogadores de que o presidente não está bem e a insatisfação com a maneira como a Copa América teve sua sede transferida para o Brasil, tudo isto fortaleceu Tite na seleção. Não o enfraqueceu - acrescentou o jornalista. 

- Se este caminho se confirmar a partir da quarta-feira, Tite sairá fortalecido com os jogadores e também ficará mais forte o comprometimento com o plano de ganhar a Copa do Mundo de 2022. Como disse o capitão Casemiro, depois da vitória sobre o Equador, eliminatórias são partidas de Copa. E a Copa do Mundo é a prioridade - Concluiu Paulo Vinícius Coelho. 

A Seleção Brasileira volta a entrar em campo nesta terça-feira para enfrentar o Paraguai em jogo válido pela nona rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo.