Marinho - Santos

NOS BASTIDORES! Um dos líderes do Peixe, Marinho provou fora das quatro linhas que é mais que um meme (Reprodução /Dugout)

LANCE!
14/01/2021
10:35
São Paulo (SP)

Santos goleou o Boca Juniors, nesta quarta-feira, e confirmou a vaga como finalista da Copa Libertadores. Destaque do Alvinegro, o atacante Marinho não fez gol, mas foi fundamental na partida que colocou o tricampeão continental novamente na decisão - chutou bola na trave e deu assistência para o gol de Lucas Braga, por exemplo. Muito além dos desafios dentro de campo, fora das quatro linhas, o camisa 11 se transformou nos últimos seis anos e o LANCE! explica essa mudança.

+ Peixe que ficar no G-6! Simule os próximos jogos do seu time no Brasileirão
 

+ Palmeiras líder e Coritiba na lanterna: confira a classificação do returno do Brasileirão!

MEME NÃO ERA BEM VISTO PELO CAMISA 11

Na temporada de 2015, Marinho era um do principais jogadores do Ceará, que disputava a segunda divisão. Após uma partida do Vozão, o atacante foi informado que seria desfalque na próxima partida do alvinegro por conta de um cartão amarelo e, inocentemente, disparou o termo famoso "Que m*! Sabia não". Estava feito o meme. Relembre a cena.

Marinho pelo Ceará
Marinho: "Que m*... Sabia não" (Reprodução)

Em menos de sete meses no Ceará, ele atraiu interesse do Cruzeiro, se transferiu, mas ainda mantinha o rótulo com o torcedor de "jogador veloz que viralizou na internet". Com pouco espaço na Raposa, chegou ao Vitória em 2016 e voltou a estampar as capas dos jornais por sua capacidade esportiva. 

QUANDO CHEGOU EM MINAS, FICOU CONHECIDO COMO "SABIA NÃO"
Finalista da Libertadores, o canhoto "Di Marinho", de 30 anos, já atuou fora do país e vestiu camisas como de Fluminense, Internacional e Grêmio. No Tricolor gaúcho, Marinho criou um novo patamar além do universo da bola: já reconhecido por sua habilidade, ele foi contratado por cerca de R$ 12 milhões e chegou com status na equipe de Renato Gaúcho.

Completou 28 partidas - somando cinco gols e quatro assistências -, e ficou marcado novamente por cenas fora dos gramados. Marinho criou polêmica ao dizer que jogaria na Flamengo e era conhecido por animar o elenco do Imortal nos bastidores.

VERDADEIRO CAMISA 10: MARINHO COMEÇA A SE POSICIONAR 
Com salários atrasados e reunido com um grupo que estava sofrendo com a política do Santos, Marinho amadureceu. Virou um dos líderes do elenco, cobrava posicionamentos da diretoria sobre as dívidas, se colocava como um atleta antirracista dentro e fora de campo, além de manter o lado cômico.

Marinho na moto
Marinho leva a pressão do futebol com bom humor (Reprodução)

Nas redes sociais, Marinho criou vídeos virais, interagia mais com os torcedores e até rebateu críticas. Dentro dos gramados, o santista, que chegou em 2019 na Vila Belmiro, criou o conhecido "minimíssil aleatório". Entre 2015 e 2021, o atacante reconhece que amadureu. Mas não deixou de ser sincerão. Após a classificação para a final da Libertadores, ele voltou a cobrar os dirigentes.

- Aproveitando... Quando é que vocês vão pagar a gente? – disparou Marinho.

– Amanhã – respondeu um dirigente em uma live feita pelo atleta no Instagram. 

Horas depois, postou mensagem dizendo tratar-se de uma brincadeira no "calor do momento" e ainda mandou recado para quem torceu contra o Santos: "Beijos e chora quem secou!"

Palmeiras e Santos farão, no dia 30 de janeiro, a grande final da Copa Libertadores 2020, em jogo único no Maracanã, no Rio de Janeiro. Marinho terá a oportunidade de disputar a decisão com muito mais conquistas longe do futebol.