Fluminense x Cresspom - feminino

Fluminense venceu nas Laranjeiras (Foto: Marcello Neves)

LANCE!
30/03/2019
18:06
Rio de Janeiro (RJ)

Em partida marcada por uma grande paralisação no meio do segundo tempo, o Fluminense venceu o Cresspom (DF) por 2 a 1 em Laranjeiras. De virada, o tricolor marcou logo após o retorno do duelo para garantir a vitória na estreia do Campeonato Brasileiro feminino A2. Tarciane e Rayane marcaram para o tricolor. Isa descontou para os visitantes. 

O Flu está no Grupo 5 do Brasileirão A2, ao lado de Taubaté, Aliança (GO), Cresspom (DF), Vasco e Cruzeiro. Na próxima rodada, inclusive, o jogo será contra o Cruz-Maltino, no sábado, dia 13, às 15h.

O Cresspom abriu o placar logo aos quatro minutos de jogo. Isa saiu de frente para o gol e encobriu a goleira tricolor. Aos 16, o Flu empatou com Tarciane. Após cobrança de falta de Rayane, a zagueira se antecipou para marcar. Ela, inclusive, foi o destaque da defesa, mesmo aos 16 anos. Rivena, camisa 8 do Fluminense, foi o destaque do primeiro tempo. Quando pegou a bola, conseguiu sempre um bom drible para abrir a defesa. Foi uma das que mais apanhou no primeiro tempo com faltas.

Na segunda etapa, a autora do gol das visitantes protagonizou outro momento, mas desta vez preocupante. Isa caiu no gramado após choque de cabeça e precisou ser levada ao hospital por conta de uma concussão. Na ambulância, atleta já aparentava estar melhor. O jogo, porém, precisou ficar paralisado enquanto a ambulância não retornava. Pela demora, algumas pessoas ficaram irritadas e cogitaram até em pedir o adiamento do confronto, mas isso não aconteceu.

Retornando à partida, Rayane recebe na entrada da área e, sem deixar a bola cair, cortou a zagueira e bateu colocado para deixar o Tricolor na frente no placar. A goleira Suzani, do Flu, ainda precisou fazer uma bela defesa antes do final da partida e a equipe manteve o placar.

- Sensação maravilhosa. Estou jogando no profissional pela primeira vez e estreando também no Brasileiro, por conta da minha idade. A torcida foi maravilhosa. Só tenho a agradecer. Lutamos até o final. A única palavra que falamos no vestiário foi vontade. Não podemos desistir, conseguiríamos a vitória - disse Tarciane, autora do primeiro gol.

- Sempre importante vencer, ainda mais dentro de casa. Tinha que ser nosso. Foi uma boa partida, apesar de algumas coisas. Foi um tempo muito longo de paralisação, esfriou um pouco, mas deu tudo certo - disse Rayane, que saiu mancando, mas garantiu que está pronta para o clássico.

O público presente foi de cerca de 1.500 torcedores, apenas nas arquibancadas laterais porque a social está interditada devido aos danos no teto causados por uma forte chuva no Rio de Janeiro em fevereiro. Sobre isso, inclusive, o Fluminense mantém a programação para que a próxima partida no Brasileirão Feminino já tenha a liberação das arquibancadas da social. O clube já passou pela fiscalização do Inepac (Estado) e do IRPH (Município) que autorizaram a obra de reposição do telhado.