Montagem Fluminense

Arias, Ganso e Martinelli fizeram um ótimo Carioca pelo Fluminense (Fotos: Divulgação/Fluminense)

Luiza Sá
07/03/2022
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

O primeiro objetivo da temporada foi conquistado pelo Fluminense com a vitória na Taça Guanabara com uma rodada de antecedência, no último sábado. Mais do que apenas um troféu e a vantagem na semifinal do Campeonato Carioca, a competição serviu principalmente para o técnico Abel Braga fazer testes e dar mais rodagem a praticamente todos os jogadores do elenco, usando o time reserva para assegurar o título na reta final do turno. 

São 12 jogos e 11 vitórias na temporada, 100% de aproveitamento em clássicos e a classificação para a terceira fase da Libertadores. No Estadual, o início foi devagar e complicado, mas os reservas tiveram atuações até mais convincentes que os titulares. Mas quem saiu em alta ou acabou perdendo espaço? O LANCE! faz um balanço.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

EM ALTA

Fábio


Iniciou a temporada como reserva e logo ganhou a vaga de titular no time de Abel Braga. Na Libertadores, se destacou pegando um pênalti no jogo de ida contra o Millonarios. Fez três partidas no Carioca e não sofreu gols.

Germán Cano

Sem dúvidas um dos grandes nomes do Fluminense na Taça Guanabara. Atuou em todas as partidas do ano e, mesmo contra o Resende, quando Abel utilizou apenas reservas, foi titular e se apresentou para o jogo. Era a primeira opção no banco e já vinha colocando uma certa dúvida no treinador, mas ganhou de vez a posição com a lesão de Fred. São quatro gols e duas assistências em 12 jogos de 2022.

Jhon Arias

Se fala de Cano, precisa falar também de Jhon Arias. Os dois se complementam e foram responsáveis por 11 dos 20 gols marcados pelo Tricolor na temporada. Já merece a vaga no time titular há algum tempo e caiu nas graças da torcida. Contra o Millonarios, no jogo de volta, marcou o gol que sacramentou a vitória e a classificação.

Martinelli

Voltou a mostrar o bom futebol que o colocou como uma das revelações da temporada 2020 e vem sendo essencial para o bom rendimento dos reservas do Fluminense. Também vem merecendo uma vaga entre os titulares, mas ainda não ganhou.

SURPRESA

Paulo Henrique Ganso


A expectativa sobre o meia é sempre muito alta e, desta vez, parece que ele vai corresponder. Depois de muita pressão sobre Abel nos primeiros jogos da temporada, Ganso ganhou mais espaço e vem mostrando que pode ser importante ao longo da temporada. Ainda não é considerado titular, mas pode aparecer devido à quantidade de partidas em 2022.

Calegari

É notável a qualidade do jovem, mas foi justamente no Carioca onde ele ganhou a vaga de titular. Depois de entrar bem nas partidas com os reservas, foi promovido na posição antes ocupada por Samuel Xavier e tem ido bem. Ainda peca em alguns lances por conta da juventude, mas se encaixa melhor no esquema de três zagueiros de Abel.

Nonato

Volante-artilheiro da temporada, tem três gols em cinco partidas e vem mostrando segurança. Foi titular em quatro jogos com o time reserva, mas agrada Abel Braga e a torcida. Vem fazendo um bom trabalho no meio ao lado de Ganso e Martinelli.

PERDEU ESPAÇO

Marcos Felipe


Não é porque perdeu a vaga como titular que o goleiro sai em baixa dos primeiros jogos na temporada. Fez milagres na partida contra o Flamengo e mostrou que a disputa pela posição será quente ao longo de 2022.

Samuel Xavier

Começou a temporada como titular, mas não teve boas atuações. Não mostrou a dinâmica necessária no esquema com três zagueiros e acabou perdendo a vaga para Calegari. No jogo de volta contra o Millonarios, Pineida chegou a entrar em sua posição e Abel afirmou que a escolha era pelo equatoriano ser mais marcador que Samuel.

Nathan

Uma das contratações com maior expectativa na temporada, Nathan ainda não teve muito espaço no Fluminense. Ele até foi titular na derrota para o Bangu na estreia, quando Abel levou a campo o time principal, mas desde então praticamente não foi utilizado. Perdeu a posição para Nonato entre os titulares na equipe reserva e soma apenas 240 minutos até aqui.

Fluminense X Bangu - Nathan
Nathan foi titular na estreia do Fluminense contra o Bangu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

MANTEVE O NÍVEL

Luiz Henrique, André, Felipe Melo, David Braz, Nino, Luccas Claro e Manoel


Todos foram bem na última temporada e seguem sendo importantes para o funcionamento do Fluminense. Exceto pelos dois últimos, os cinco primeiros são titulares absolutos com Abel Braga e mantiveram o alto nível nas atuações. Nos casos de Luccas Claro e Manoel, apesar de reservas, são opções seguras e de qualidade para sair do banco.

PODE MELHORAR

Cristiano


Mostrou certa dificuldade de adaptação nas primeiras partidas da temporada e ainda precisa evoluir principalmente nos cruzamentos. Apesar da oscilação, foi bem no jogo de volta contra o Millonarios. Mas carrega alta expectativa pelo valor investido.

Willian

Tem agregado na experiência, mas ainda não convenceu como titular. É importante taticamente para a equipe, no entanto, vê Jhon Arias ameaçar e pedir passagem pelo seu setor.

Wellington

Já mostrou evolução com relação a 2021 e vem ganhando mais a paciência da torcida. É titular no time de reservas e ajuda a girar a roda do meio-campo, mas tem espaço para melhorar.

Pineida

Chegou com certo status de titular por poder atuar nas duas laterais, mas perdeu algumas partidas por lesão e viu o crescimento de Calegari e Cristiano. Com os reservas, tem atuado pela esquerda.

Yago Felipe

Um dos motores do time em 2021, o meio-campista ganhou uma função mais ofensiva com Abel Braga e ainda mostra dificuldades de adaptação. Foi capitão no jogo de volta da Libertadores mesmo com Nino em campo e tem a confiança do treinador, mas precisa retomar o bom futebol.

Fred

No último ano da carreira, o atacante tem tido dificuldades em campo. Com pouca mobilidade, segue sendo considerado titular, mas pode perder a vaga para Cano depois que retornar de lesão.