Pedro

A festejada volta de Pedro ao Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Marcello Neves
18/04/2019
08:00
Rio de Janeiro (RJ) 

Foram quase oito meses fora de ação e uma cirurgia no joelho direito. Pedro não fez gol ou deu assistência na vitória do Fluminense contra o Santa Cruz, nesta quarta-feira, no Maracanã, mas foi o jogador mais festejado da partida. Entre cantos da torcida e elogios do técnico Fernando Diniz, o camisa 9 está de volta ao futebol. O próprio falou sobre a alegria de retornar após longo período parado.

- Uma alegria imensa voltar a fazer o que mais gosto na vida que é jogar futebol. Creio que foi boa essa reestreia. Estou me sentindo bem e isso é o mais importante - comentou Pedro.

Pedro entrou aos seis minutos do segundo tempo, quando Yony González pediu substituição e deixou a partida. O Maracanã veio abaixo: gritos pelo seu nome, músicas e a expectativa por um gol. Acabou que não veio, mas cada toque na bola foi comemorado como se o camisa 9 tivesse balançado as redes.

No total, foram 234 dias parado, mas a volta contrariou o planejamento do departamento médico e da comissão técnica do Fluminense. O próprio Fernando Diniz admitiu que o camisa 9 teve o seu retorno antecipado. Apesar disso, não faltaram elogios por parte do treinador. 

- Antecipamos a volta dele. A previsão era jogar só no Brasileiro. Mas ele se colocou à disposição. Conversamos com os departamentos, e achamos que poderíamos antecipar a volta. Ele voltou e se sentiu bem, jogou quase um tempo inteiro - declarou o treinador, que completou: 

- Não acho que o Pedro é só um 9 nato. É muito técnico, muito inteligente. Isso tem a ver com o time, já é moldado da maneira que eu gosto. Sabe ocupar espaços muito bem. Não tem o número de piques que o Yony tem, mas não acho que precise de muitos ajustes.

Ninguém esperava que o atacante fosse ter uma atuação excelente logo na reestreia, mas os primeiros passos mostraram que algumas de suas características não se perderam. Boa visão de jogo, trabalho de pívô e algumas finalizações. Foram os principais momentos do atacante no Maracanã.