Apresentação Wellington Nem

Wellington Nem não escondeu a alegria de voltar a vestir a camisa tricolor (Foto: Joel Silva)

Joel Silva
19/07/2019
14:47
Rio de Janeiro (RJ)

O atacante Wellington Nem foi apresentado oficialmente como novo reforço do Fluminense. O jogador, que assinou o contrato de empréstimo até o fim do ano, não escondeu a satisfação de voltar para o clube que o revelou.

– Eu já tentei voltar ao Fluminense umas quatro ou cinco vezes nesse período de Shakhtar Donetsk, que não deram certo. Agora com Celso e Mário teve a possibilidade e eu estou muito feliz de poder retornar e vestir novamente a camisa do Fluminense. A motivação foi minha. É o amor pelo clube – se declarou Nem, que completou.

- No Shakhtar tinha tudo, mas não tinha alegria e aqui no Fluminense eu tenho. Eu tinha outras possibilidades mas não quis. Se não fosse para vir para o Fluminense, eu ficaria no Shakhtar.

Das mãos do presidente Mário Bittencourt, o jogador recebeu a camisa tricolor ainda sem número, mas tudo indica que será a 18, que pertence ao Luciano. O presidente revelou que até o fim desta sexta-feira vai haver uma definição sobre o atacante.

– Vou esperar para ver o que vai acontecer. Não sei da situação do Luciano, mas se ele for embora, vou querer a 18, porque é um número que marcou a primeira passagem no Fluminense e a minha vida. É esperar um pouco.

Após seis anos longe do Fluminense, Wellington Nem avaliou que evoluiu como jogador e também como pessoa. O atacante garantiu ainda que as lesões foram presentes apenas na época do São Paulo.

– Sou a mesma pessoa, estou bem. O que mudou da Europa é que eu estou mais na área para fazer gol, além da experiência. O período por lá foi bom, tanto como pessoa e jogador. Treino mais, para estar sempre bem e a Europa me mostrou isso. Depois do São Paulo não tive lesão nenhuma. Joguei muitos jogos no Shakhtar, inclusive como titular.

Maracanã

Wellington Nem vinha treinando separado no clube ucraniano, portanto admitiu que vai precisar de ao menos duas semanas para estar a disposição do técnico Fernando Diniz. A expectativa do atacante, além de reestrear pelo Fluminense, é de jogar pela primeira vez no Maracanã. Quando defendeu o Tricolor, o Maior do Mundo estava fechado e agora o jogador vai poder realizar o seu sonho.

- Nunca joguei no Maracanã Vai ser uma experiência de como se eu estivesse subindo da base. Vai ser bastante especial.

Moleques de Xerém

Representante da base no título brasileiro de 2012, Wellington Nem retorna ao Fluminense em uma outra realidade. O time atual conta bastante com as crias de Xerém, como Pedro, João Pedro e Marcos Paulo. Mais experiente, o atacante afirmou que vai passar toda a confiança para ajudar os garotos.

- Vou dar toda a confiança para eles, dar o máximo para jogarem com alegria e vontade. Mesmo se errarem continuarem tentando, mas eles estão mostrando que já estão experientes. Pedro já foi para a seleção e João Pedro toda vez que entra faz gol, então é passar confiança que as coisas boas vão acontecer.