Edilson Cruzeiro

Edílson  acha que os que ficaram no Cruzeiro darão conta do recado para substituir Arrascaeta-Thomas Santos/AGIF

Valinor Conteúdo
14/01/2019
16:49
Belo Horizonte

Sem lamentações e com olhar para frente. o Lateral-direito do Cruzeiro, Edilson, não fez nenhum estardalhaço com a saída de Arrascaeta.

Edílson preferiu destacar os jogadores que ficaram na Raposa devem ser a prioridade pela complexa temporada que o clube terá em 2019. O lateral exaltou os substitutos do meia uruguaio e minimizou a transferência de Arrascaeta ao Flamengo.

- Azar dos que estão saindo. A equipe manteve base forte, é inevitável que o nível que o Cruzeiro vem tendo de conquistas não sofrerá assédio. São jogadores de altíssimo nível. Isso é normal. Quando você forma time campeão, tem esse tipo de especulações. Foi assim desde minha chegada, pois conquistei títulos no Grêmio e o Cruzeiro me contratou. É vida que segue- disse o Edílson.

Em tom de brincadeira, Edílson mandou um recado para o ex-colega de time, desejando sorte, mas que os duelos com o Flamengo serão duros para o jogador uruguaio.

- Boa sorte para o Arrasca, só não contra a gente, porque o bicho vai pegar. A gente tem de priorizar o que estão aqui, os que estão chegando para que possamos montar um time vencedor. O Arrasca é um grande jogador, voou literalmente no ano passado, mas não podemos lamentar e sim tentar encaixar a equipe. Outros estão tendo oportunidade, como o David e o Rafinha. E tentar montar um time para buscar as competições naturalmente- explicou.

Com a venda de Arrascaeta, o Cruzeiro receberá 13 milhões de euros pelos 50% dos direitos econômicos que detinha em parceria com um investidor e além de pagar dívidas, o clube poderá usar o valor recebido para ir ao mercado e buscar um jogador para compor a posição deixada por Arrascaeta.

O nome mais falado no momento é de Rodriguinho, que estava no Egito, mas está prestes a deixar o país africano para voltar ao Brasil.