Lucas Romero voltará à sua posição de origem, no meio de campo, após "quebrar um galho" para Mano Menezes na lateral-direita

Romero tem contrato até o início de 2021 com o Cruzeiro- (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
20/07/2019
16:29
Belo Horizonte

Com proposta do Independiente, da Argentina, para contar com o seu futebol, o volante Lucas Romero tem recebido carinho e pedidos para não deixar o Cruzeiro. Além dos torcedores, o zagueiro e companheiro de time, Dedé, entrou na “campanha” pela permanência, um dos destaques do time celeste.

Dedé foi no perfil oficial do Cruzeiro e fez um comentário em em um post no perfil do clube mineiro, com a hashtag #ficaRomero.

Romero manifestou o desejo de voltar à Argentina, segundo o seu empresário, Cristian Bragarnik, pelo nascimento da sua filha. Porém, a ida para o país natal pode ser dificultada pela Raposa, que recusou a proposta inicial do Independiente.

O Cruzeiro só aceitaria liberar Romero se os argentinos pagarem 4 milhões de dólares (cerca de R$ 15 milhões pela cotação atual) por 50% dos direitos do jogador, o que não foi aceito por enquanto. Cruzeiro e Independiente farão nova reunião para dar continuidade nas negociações.

Lucas Romero chegou o Cruzeiro no início de 2016, vindo do Vélez Sarsfield, com uma série de cláusulas em seu contrato, incluindo uma que estabelece que se a Raposa quiser negociar o volante para um clube argentino, deverá pagar uma multa de 500 mil dólares ao Vélez, que ainda tem 50% dos direitos do jogador, além do Vélez ter de dar liberação para o negócio.

Em outra cláusula do contrato de Romero, o Cruzeiro fica obrigado a vender o jogador se receber uma proposta com valor igual ou superior a 5 milhões de euros, caso o Vélez aceita a oferta.

Romero tem 148 jogos pelo Cruzeiro, marcou três gols e conquistou duas vezes o Campeonato Mineiro e duas vezes a Copa do Brasil. Seu vínculo com os mineirõs vai até o início de 2021.