Cruzeiro x Vasco - Dedé

Dedé convive com problemas no joelho desde 2014, quando teve a primeira lesão, um ano após sua chegada ao Cruzeiro- (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Valinor Conteúdo
24/10/2019
20:39
Belo Horizonte

A nova cirurgia no joelho direito do zagueiro do Cruzeiro, Dedé, foi bem-sucedida. A operação foi realizada pelo médico do clube, Sérgio Campolina, nesta quarta-feira, no Hospital Lifecenter, em Belo Horizonte.

Dedé já teve alta e foi liberado para ficar em casa. O processo de recuperação do jogador vai se iniciar na segunda-feira, 28. O procedimento feito no zagueiro foi para a retirada de um pedaço de articulação no joelho direito do atleta, que estava gerando incômodo e dor. O Cruzeiro crê que poderá contar com Dedé ainda neste Brasileiro, pois foi um procedimento simples.

- Inicialmente, foi imaginado que era uma lesão relacionada a uma lesão prévia, porque ele tem um problema crônico no joelho. Mas foi observado que havia um corpo livre. O que é um corpo livre? Um fragmento de uma estrutura articular dentro do joelho, que estava, de certa maneira, causando irritação no joelho e, por isso, piorou a dor dele, inchou, teve um derrame articular - explicou o médico, que deu mais detalhes sobre o procedimento.

- Fizemos novas avaliações e, diante disso, eu optei por fazer um procedimento no local. Eu vou tirar esse fragmento que está lá. É um procedimento feito com anestesia local, ou seja, é de pequeno porte, mas que para ele vai ser muito interessante. Acho que vai ajuda-lo não só no quadro clínico, ele está com bastante dor, com limitação de movimento, e esse procedimento, a expectativa é de que resolva a situação - disse o médico da Raposa, Dr. Sérgio Campolina em coletiva na Toca da Raposa.

Dedé vinha sentindo incômodo e dores no local há algum tempo o problema ficou mais intenso na partida contra o Corinthians, no último sábado, quando deixou o campo aos 12 minutos do primeiro tempo.

Com a ausência de Dedé, pelo menos para o duelo com o Fortaleza, no sábado, 26 de outubro, às 21h, no Mineirão, pela 28ª rodada do Brasileiro, Abel Braga deve formar a defesa com Fabrício Bruno e Cacá.

Histórico de lesões

Quando chegou ao Cruzeiro, em 2013, vindo do Vasco, Dedé foi o zagueiro mais caro contratado pelo clube em sua história. O defensor teve status de estrela desde o início no clube e logo conquistou a torcida com boas atuações e o título Brasileiro daquele ano.

Porém, o drama do jogador começou nas semifinais da Copa do Brasil de 2014, contra o Santos, quando se lesionou pela primeira vez no joelho direito. Dedé foi operado e voltaria aos campos apenas em 2016.

Mas, o destino pregou nova peça no jogador, que começou bem a volta aos campos, mas sentiu o problema no joelho direito novamente e teve de ser novamente operado. Outro ano perdido na carreira de Dedé que tentaria jogar outra vez em 2017, porém, o problema crônico não estava curado.

O defensor procurou um especialista nos EUA para tentar se curar e retomar a vida nos gramados, pois as constantes lesões no joelho direito afetaram o esquerdo, que teve de ser operado também, com uma artroscopia devido de um edema ósseo.

O retorno seguro ao Cruzeiro veio em 2018 quando Dedé já havia passado por três intervenções no joelho direito e uma no esquerdo. A nova cirurgia, a quinta, tem a ver com o problema crônico que o zagueiro tem na articulação direita. Confira a cronologia de lesões de Dedé desde 2014:

2014

Após ser bicampeão brasileiro em 2013 e 2014, Dedé estava pronto para disputar a final da Copa do Brasil, mas nas semifinais contra o Santos, teve e primeira lesão no joelho direito, rompendo os ligamentos, voltando a jogar somente em 2016.

2016

Quase 18 meses depois da primeira lesão, Dedé volta a jogar em 2016. Seu retorno foi bom, mas e o joelho direito o “traiu” novamente e teve de ser operado.

2017

Entre 2016 e 2017, Dedé ficou 387 sem jogar uma partida oficial. Ele tentou novo retorno em duelo contra o Joinville, pela Primeira Liga, em março. Porém, em junho do mesmo ano outra lesão , dessa vez no joelho esquerdo devido a um edema ósseo, que teria seis semanas de recuperação inicialmente, mas o jogador ficou fora de combate até o fim daquele ano, tendo de ser submetido a uma artroscopia no joelho esquerdo, o quarto procedimento cirúrgico na carreira. Ele procurou um especialista nos EUA para achar uma solução para os dois joelhos. Foi bem sucedido em sua busca. Entre 2014 e 2017, Dedé jogou apenas 12 vezes pelo Cruzeiro devido às lesões. 

2018

Dedé reaparece no Cruzeiro no início de 2018, recuperado da lesão do joelho esquerdo e teve um bom ano, sendo lembrado por Tite na lista de espera para a Copa do Mundo da Rússia. Outra conquista foi o bicampeonato da Copa do Brasil e o título mineiro daquele ano.

2019

Dedé está tendo um ano instável dentro de campo, assim como todo o time do Cruzeiro. Ele sente dores no joelho problemático novamente, o direito, e vem sendo poupado pela comissão técnica do clube. O departamento médico conclui que nova cirurgia será necessária,a quinta na carreira O zagueiro é operado para a retirada de um pedaço de articulação solta na região do joelho direito. O procedimento é bem sucedido, mas ainda não se sabe se Dedé jogará no fim desta temporada, apesar da boa previsão de recuperação feita pelo DM da Raposa.