Ídolo do Corinthians, atacante Carlos Tevez é destaque no Boca Juniors

Tevez cogitou retornou ao Corinthians, mas ainda não empolgou dirigentes (Foto: Reginaldo Castro/Lancepress!)

Alexandre Guariglia
05/07/2020
08:00
São Paulo (SP)

Há cerca de dez dias, a torcida do Corinthians se empolgou com uma declaração de Carlitos Tevez, para uma rádio argentina, sobre o desejo de encerrar a carreira no Timão em 2021. No entanto, essa empolgação não atravessa os muros do clube, pelo menos por enquanto, já que não entende como viável o retorno do ídolo que conquistou o Brasileirão de 2005.

E os motivos para essa negativa, que não é um "descarte" definitivo, vale destacar, se baseia principalmente nos seguintes fatores: fase atual do jogador dentro de campo e custos financeiros da contratação. Segundo apurou o LANCE!, o clube não acredita que essa equação possa valer a pena, mesmo que o argentino simbolize uma idolatria recente para os corintianos.

Até o momento, Tevez não renovou seu contrato com o Boca Juniors, que terminou no fim do último mês. Na mesma entrevista em que declarou o desejo de retornar ao Corinthians, o atacante afirmou que sua extensão contratual estava encaminhada para continuar em seu clube do coração, e que doaria seus salários até o fim do ano para uma organização sem fins lucrativos. Porém, de lá para cá, o futuro dele na Bombonera passou a ser incerto.

Mesmo assim, com Tevez livre no mercado, os dirigentes corintianos não se empolgam com a possibilidade, pois não entendem ser o momento de fazer uma aposta financeira dessa magnitude, ainda mais em uma crise econômica sem precedentes, com salários atrasados para o elenco e tendo acabado de reforçar o ataque com Jô, que também não foi um negócio "barato".

Sem contar que, aos 36 anos, não há certeza de que tecnicamente ele consiga corresponder às expectativas dentro de campo, principalmente pelo fato de não estar bem nem mesmo no clube em que mais se identifica, que é o Boca Juniors. Há a dúvida inclusive se o jogador está disposto realmente a ter um encerramento de carreira em alto nível ou somente festivo.

E esses questionamentos não fazem parte apenas do dia a dia da atual gestão. No último sábado, em evento em que lançou sua candidatura à presidência do Corinthians, Mário Gobbi falou sobre a possibilidade do retorno de Tevez para 2021, ano em que assumiria o mandato caso seja eleito no pleito deste ano, mas não deu muitas esperanças aos corintianos sobre o assunto, além de reforçar as dúvidas que permeiam o pensamento dos atuais dirigentes.

- Como tudo o que faremos, depende dos números. O Corinthians não está "naquela" fase. Ó que gostoso, amamos o Tevez, ele é ídolo, quem não gosta do Tevez? Os números batem? Fecham? Sim, é o Tevez, mas de quem são as contas? O Tevez é meu ídolo, eu amo o Tevez, ele marcou na história do clube, mas ele vem para encerrar a carreira, fazer um período de festas, com que olhos nós temos que ver isso? Não sei o que ele pretende. Vai chegar, jogar como está? Ou vai querer fazer um período de festas? - declarou o candidato.

Atualmente com 36 anos, Carlitos Tevez vestiu a camisa do Corinthians entre 2005 e 2006, contratado pela parceira MSI. Em seu primeiro ano conquistou o Campeonato Brasileiro e na temporada seguinte deixou o clube rumo ao West Ham, da Inglaterra. O atacante fez 76 jogos pelo Timão e marcou 46 gols.