Futebol Latino
29/05/2019
21:11
Belém (PA)

O Internacional não teve das suas atuações mais brilhantes, mas foi seguro o suficiente para passar bem pelo Paysandu nas oitavas de final da Copa do Brasil. O time de Odair Hellmann venceu de novo os paraenses, desta vez por 1 a 0, e assegurou uma vaga na próxima fase do milionário torneio.

COISA LINDA! MAS NÃO VALEU...

Aos quatro minutos, Nico López deu um passe cheio de estilo com o calcanhar para o outro 'gringo' do ataque, Guerrero, que fintou bem e bateu no ângulo de Mota. Todavia, logo depois da rede balançada, a arbitragem assinalou impedimento no momento que o uruguaio ajeitou a bola para o peruano. Foi o primeiro momento de chegada ofensiva do Colorado na partida em meio ao cenário no qual o Paysandu tentou, logo cedo, botar pressão no time gaúcho.

DO INTERESSE COLORADO

Sem conseguir dar a dinâmica acelerada que gostaria ao confronto, o time paraense se viu em sérias dificuldades com o Inter se sentindo confortável para a criação de jogadas e trabalhar a posse de forma que, mesmo fora de casa, era o Colorado quem fazia o manejo e procurava espaços na zaga adversária. Nesse período, as melhores oportunidades gaúchas de inaugurar a contagem veio quando Edenílson mandou pelo alto e o zagueiro Emerson Santos cabeceou com bastante perigo contra o gol de Mota enquanto Parede, novamente com Edenílson aparecendo de "garçom", não fez o primeiro do jogo por falta de mais capricho na finalização.

QUE DESPERDÍCIO, PAOLO!

Seguindo dominante no confronto, já aos 47 minutos, o Internacional teve aquela que foi a criação mais nítida de lance para efetivamente inaugurar o marcador na cidade de Belém. Após o rebote do chute do lateral Uendel defendido por Mota, o camisa 6 no rebote ajeitou de maneira "açucarada" para Guerrero, que chegou batendo muito embaixo da bola estando de frente para a meta adversária na altura da marca do pênalti.

REAGE, PAPÃO!

No início do tempo complementar, após por determinados momentos "brigar" bastante com a bola, o sistema ofensivo do Paysandu finalmente conseguiu acertar a pontaria e, em uma sequência com cabeçada de Nicolas e chute cruzado de Tiago Luís, Marcelo Lomba trabalhou de maneira fundamental e foi o único empecilho para a equipe da casa não inaugurar a conta no Mangueirão.

RESPOSTA À ALTURA

Sem deixar com que o time da casa demonstrasse a todo momento sua melhora, o Colorado conseguiu encontrar espaço e Nico López saiu na frente do gol de Mota. Porém, o camisa 31 do clube da Curuzu foi muito bem para encaixar o chute à queima-roupa e manter viva a chance do time paraense.

PÁ DE CAL

Após a expulsão de Bruno Oliveira, o time bicolor até teve oportunidades de marcar seu primeiro tempo principalmente na oportunidade que Pimentinha chegou na pequena área e chutou muito alto na finalização. Todavia, falou mais alto o 'faro de gol' de Guerrero que, recebendo passe muito bom de Sarrafiore dentro da grande área, bateu firme, no alto, sem chances para um Mota, que já havia evitado pelo menos outros dois tentos do Colorado.

FICHA TÉCNICA
PAYSANDU 0 X 1 INTERNACIONAL

Local: Mangueirão, Belém (PA)
​Data-Hora: 28/05/2019 - 19h15 (horário de Brasília)
​Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (CBF-PB)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Paulo Ziolli (ambos CBF-SP)
VAR: Rodrigo Guarizo (CBF-SP)
Cartões amarelos: Bruno Oliveira, Paulo Rangel, Caíque Oliveira (PAY); Nico López, Nonato (INT)
​Cartões vermelhos: Bruno Oliveira (PAY)
​Gol: Guerrero, 40'/2°T (0-1)

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Caíque, Thiago Primão (Leandro Lima, 38'/2°T) e Tiago Luís (Marcos Antonio, 21'/2°T); Vinicius Leite, Paulo Rangel e Nicolas. Técnico: Leandro Niehues.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Cuesta e Uendel (Bruno, 31'/2°T); Rodrigo Lindoso, Edenílson e Nonato; Nico López (Sarrafiore, 15'/2°T), Guilherme Parede (D'Alessandro, 26'/2°T) e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.