Corinthians x Cruzeiro - Arrascaeta

O uruguaio viajou 25 horas seguidas para estar apto a jogar pela Raposa na final- Luis Moura / WPP

Valinor Conteúdo
17/10/2018
23:57
Belo Hoerizonte

Antes do primeiro jogo da final, o Cruzeiro ficou sabendo que não contaria com Arrascaeta, convocado para a seleção uruguaia que disputaria amistosos contra Japão e Coreia do Sul. A distância inviabilizou a presença do camisa 10 da Raposa no primeiro duelo.

A dúvida era se a Raposa contaria com o meia para o jogo decisivo. A viagem de volta era de mais de um dia e poderia ser inviável ter o jogador em condições para encarar o Timão.

O Cruzeiro montou uma operação de guerra e pagou 60 mil reais para que Arrascaeta voltasse com conforto, além de um trabalho de alimentação e sono que o deixasse com menos desagaste da longa viagem.

Arrascaeta chegou às 16h em São Paulo, após 25h de voo, foi para o hotel, descansou um pouco e ao entrar no segundo tempo do jogo, fez o gol do título cruzeirense. O investimento do Cruzeiro compensou com a conquista da sexta Copa do Brasil.