LANCE!
18/05/2017
00:02
Buenos Aires (ARG) 

Acostumada com vitórias épicas, a Chapecoense protagonizou mais uma na noite desta quarta-feira. Na Argentina, o Verdão do Oeste venceu o Lanús por 2 a 1, com gols marcados por Wellington Paulista e Luiz Otávio. Sand, de pênalti, descontou para os mandantes. 

Com o resultado, o time de Vagner Mancini chegou aos sete pontos e está em terceiro no grupo 7. Os argentinos têm a mesma pontuação, mas um saldo
melhor (5 a -3). Os catarinenses definirão a vaga na próxima terça-feira, em casa, com o Zulia, praticamente eliminado, e uma vitória basta. Caso empate, a Chape precisa secar o Lanús. 

Partida equilibrada 

O Granate começou melhor e obrigou o terceiro goleiro da Chape, Jandrei, a fazer um milagre logo no primeiro minuto. Passado o susto inicial, o Verdão passou a alternar momentos de organização defensiva e boas saídas no contra-ataque com pressão nos argentinos. A Chapecoense, inclusive, terminou o primeiro tempo com uma finalização a mais (5 a 4). 

O Lanús voltou a dar trabalho aos 19, com Sand batendo por cima do gol. Apesar disso, foi a Chape quem abriu o placar, com Wellington Paulista, cinco minutos mais tarde. Reinaldo encontrou Arthur Caíke, que foi à linha de fundo e cruzou bem para o camisa 9 se antecipar e marcar seu primeiro gol na competição. 

Os atuais campeões argentinos responderam com Sand, mais uma vez. Luiz Antônio foi mais esperto e tirou na pequena área. A primeira etapa ainda teve um chance claríssima desperdiçada por WP9, sozinho perto da marca da cal. 

Alterações precoces

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com a mesma postura, mas com caras novas. A Chape trocou Moisés Ribeiro por Moisés Gaúcho e o Lanús tirou Silva para lançar Toledo. As duas substituições, no final do primeiro tempo, aconteceram por causa de lesões. 

Apesar do equilíbrio do início da primeira etapa, o Lanús cresceu gradativamente no segundo tempo e o gol do empate parecia maduro. E foi o que aconteceu, aos 34. Em uma cobrança de escanteio, Wellington Paulista colocou a mão na bola e cometeu pênalti. Sand cobrou e converteu: 1 a 1. WP9 quase colocou tudo por água abaixo e foi de herói a vilão. Quase pois a Chape encontrou forças para desempatar, aos 43 com Luiz Otávio.  Ele cabeceou após Reinaldo cobrar lateral na área.