Jogadores do Sport comemoram gol contra o Coritiba

Sport superou o Coxa neste domingo e respirou no Brasileirão (Foto: Anderson Stevens/Sport Recife)

Futebol Latino
13/12/2020
19:12
Recife (PE)

Sport e Coritiba se enfrentaram pela 25ª rodada do Brasileirão, na Ilha do Retiro. Com os times em situações delicadas na tabela, quem se deu melhor foi o Leão da Ilha, que venceu por 1 a 0 e voltou a ver os três pontos após seis rodadas. O Coxa, por outro lado, segue sem saber o que é vencer há seis jogos na competição.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão

Com o resultado, o Sport chega aos 28 pontos, em 15º, e dá um respiro quanto a aproximação do Z-4. Já o Coritiba permanece com 21 pontos e está a sete do primeiro time fora da zona, o Bahia.

Na próxima rodada, o Sport permanece em Recife. A equipe de Jair Ventura mede forças com o Grêmio no sábado (19). Enquanto isso, o Coritiba também jogará em cada diante do Botafogo no "duelo dos desesperados".

PRIMEIRO TEMPO MELHOR DO SPORT

A partida começou com o Coritiba dando a entender que pressionaria mais o Sport. Mas no decorrer da partida, os donos da casa foram se impondo na Ilha do Retiro e tendo mais posse de bola no campo de ataque. Mas até os 15 minutos de jogo não houve grandes perigos para o goleiro Wilson. Luan Polli também seguiu sem sujar o uniforme.

Apesar das poucas criações de gol na partida, era o Sport quem ainda comandava as melhores investidas no duelo. O Coritiba conseguia se defender bem ou contava com Wilson. Em duas oportunidades aos 26 e 27 minutos, o Leão quase marcou. Na primeira Dalberto cabeceou um bom cruzamento e o arqueiro do Coxa segurou bem. Em seguida, Thiago Neves recebeu na área, chutou cruzado e ninguém apareceu para escorar a bola.

Na reta final do primeiro tempo, Thiago Neves abriu o placar. Patric não desistiu da jogada e cruzou de primeira. Thiago Neves pegou de primeira e não deu chances para Wilson. O Sport se empolgou com as chances criadas e minutos mais tarde Lucas Mugni só não fez de fora da área porque Wilson conseguiu se esticar e salvar o Coritiba.

SEGUNDO TEMPO MUITO CORRIDO DOS TIMES

O Coritiba foi quem teve a melhores chances de gol na volta do intervalo. Após cobrança de falta jogada na área, Giovanni Augusto desviou, Rhodolfo aproveitou e acertou o travessão. Na jogada seguinte, Giovanni Augusto recebeu de Neilton, fez o cruzamento rasteiro e Luan Polli salvou antes que Yan Sasse chegasse. Pouco mais de 10 minutos depois o Sport respondeu. Após o escanteio de Thiago Neves desviar no caminho e passar por Wilson, Sabino salvou em cima da linha.

Sport e Coritiba fizeram um jogo muito corrido, não por menos já que os atletas sabem da importância do resultado visando a classificação. Bem acionado na partida, Giovanni Augusto quase empatou aos 25 minutos quando recebeu e chutou colocado. Ele viu a bola passar perto. As equipes arriscaram bastante até aos 75 minutos de jogo: 16 arremates para o Sport e 10 para o Coritiba.

Aos 34 minutos, Ricardo Oliveira quase marcou de falta. Luan Polli salvou e colocou para escanteio. Em resposta imediata, Thiago Neves puxou o contra-ataque e passou para Dalberto bater e ver a bola ir no travessão. O Coritiba ainda tentou até os últimos minutos um golzinho para amenizar a situação, mas foi em vão.

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 x 0 CORITIBA


Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
​Data e hora: 13/12/2020 - 18h15
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michael Correia, trio do RJ
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Robson (20'/1ºT)
Gols: Thiago Neves (37'/1ºT)

SPORT: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Júnior Tavares; Marcão Silva, Ronaldo Henrique (Betinho, aos 26'/2ºT), Lucas Mugni (Raul Prata, aos 26'/2ºT) e Thiago Neves (Jonatan Gomez, aos 38'/2ºT); Marquinhos (Luciano Juba, aos 38'/2ºT) e Dalberto (Mikael, aos 43'/2ºT). Técnico: Jair Ventura.

CORITIBA
: Wilson; Mailton, Rhodolfo, Sabino e William Mattheus; Hugo Moura, Matheus Bueno (Neilton, no intervalo) e Giovanni Augusto (Jonathan, aos 39'/2ºT); Robson (Yan Sasse, no intervalo), Ricardo Oliveira e Rafinha (Osman, aos 31'/2ºT). Técnico: Rodrigo Santana.