Guilherme Abrahão
04/08/2018
20:57
Porto Alegre (RS)

O Grêmio manteve o tabu de 24 anos sem perder para o Flamengo, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro e complicou a vida do rival. Com seus reservas, os gaúchos venceram os titulares do Fla, por 2 a 0, e colocou fogo na briga pela ponta da competição. Com a derrota, o Fla pode perder a liderança para o São Paulo, neste domingo. Já o Grêmio chega aos 30 pontos e entra de vez no sonho do tricampeonato nacional. Veja a classificação completa.

Apático e irreconhecível
A dúvida ficou se o Flamengo deveria ter poupado ou não. Barbieri não fez, apenas algumas peças e ficou nítido que o restante que jogou não aguentaria. Depois da intensidade da partida na quarta-feira, o sábado reservou uma apatia e cansaço notório. Agora, a preocupação fica, além da liderança, para o primeiro confronto com o Cruzeiro pela Libertadores.

Reservas de luxo
Renato Gaúcho já deixou claro que seu objetivo são a competições de mata-mata. Mas dá para sonhar com o Brasileiro. Com seus reservas, a vitória maiúscula em cima do misto, quase titular do Fla, coloca o Tricolor gaúcho provisoriamente em terceiro lugar, quatro pontos a menos que os cariocas.

Ficou na vontade
Realmente quem esperava que a intensidade da partida deste sábado seria igual a da última quarta-feira, vivia uma utopia. Um jogo como aquele seria quase impossível se repetir, até pelas escalações que foram a campo. O primeiro tempo, então, foi muito sonolento. Uma pena por se tratar de dois dos mais fortes times do futebol brasileiro.

Muita posse de bola...
O Flamengo dominou as ações no primeiro tempo. Teve posse de bola, teve boas trocas de passe, mas novamente teve o mesmo problema do último jogo na mesma Arena contra o mesmo rival: a finalização. No jogo de quarta, o Fla martelou, porém, demorou para acertar o alvo. Dessa vez, o último toque foi crucial e o Rubro-Negro sucumbiu.

Fazendo jus
Foi o sétimo pênalti batido contra Diego Alves como goleiro do Flamengo. E quando Rodinei colocou a mão na bola e Jael pegou para a cobrança, a torcida confiou na fama de Diego. O atacante foi muito mal para a bola e o goleiro não teve trabalho, salvando o Fla de levar o primeiro na Arena.

Redenção do cruel
Depois de bater o pênalti de forma horrível, Jael fez com muito estilo o gol que deu a vantagem parcial ao Grêmio, no fim do primeiro tempo. Com posse de bola, o Flamengo sonolento foi castigado de forma justa. Além disso, participação decisiva no segundo gol. 

Sabia não!
Marinho desencantou com a camisa do Grêmio. Um dos atletas que deve ser utilizado na terça-feira por Renato, o atacante fez uma boa partida e infernizou a defesa do Flamengo. Aproveitou uma pane defensiva rubro-negra para marcar o seu e sacramentar a vitória, logo no início do segundo tempo. 

Tabela
Grêmio e Flamengo agora voltam suas atenções para a Libertadores. Os cariocas recebem o Cruzeiro na quarta-feira. Na terça, os gaúchos vão até a Argentina enfrentar o Estudiantes. No Brasileiro, o Fla joga com o mesmo Cruzeiro no fim de semana e o Grêmio encara o Vitória, em casa. Na outra semana, os dois se encontram novamente, no Rio, pela jogo da volta da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 x 0 FLAMENGO

Local:
Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data-Hora: 4/8/2018 - 19h
​​Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Iván Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público/Renda: 14.649 pagantes e 16.588 presentes/R$ 499.161,00
Cartões amarelos: Jailson, Matheus Henrique, Thaciano (GRE); Cuéllar, Juan, Renê, Marlos (FLA)
Cartões vermelhos: -
Gols: Jael, 46'/1ºT (1-0); Marinho, 2/2ºT (2-0);

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo, Paulo Miranda, Bressan (Matheus Henrique, 35'/1ºT) e Cortez; Jailson, Thaciano e Douglas; Pepe (Thonny Anderson, 42'/2ºT) , Marinho (Alisson, 32'/2ºT) e Jael. Técnico: Renato Gaúcho

FLAMENGO:
Diego Alves, Rodinei, Juan, Thuler e Renê; Cuéllar, Jean Lucas (Geuvânio, 12'/2ºT) e Lucas Paquetá; Everton Ribeiro (Lincoln, 31'/2ºT), Vitinho (Marlos, 23'/2ºT) e Uribe. Técnico: Maurício Barbieri.