Montagem - Rafael Vaz

Rafael Vaz vai reencontrar o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro (Divulgação/Goiás; Gilvan de Souza/Flamengo)

Carlos Bandeira de Mello
13/07/2019
08:30
Rio de Janeiro (RJ)

Após a parada para a Copa América, o Campeonato Brasileiro está de volta e  marcará reencontros neste fim de semana por todo país. Em especial, para a partida entre Flamengo e Goiás, pode guardar emoções. Além do encontro de torcidas e clubes, o zagueiro Rafael Vaz, que está no time goiano, vai reviver momentos do passado no Maracanã. Isto, porque já vestiu a camisa do rubro-negro.

Ele defendeu o time carioca nas temporadas de 2016 e 2017, somando 80 partidas. Ele conquistou um Campeonato Carioca e marcou dois gols. Antes de chegar ao Goiás, o zagueiro passou pela Universidad Chile, onde foi eleito o melhor zagueiro de 2018 pelo torneio nacional. Ao LANCE!, o jogador comentou da expectativa de voltar ao Rio de Janeiro. 

- Jogar no Maracanã é sempre uma motivação. E enfrentar um ex-clube também tem um sentimento especial. Fiz muitos amigos no Flamengo, mas agora defendo a camisa do Goiás e o objetivo é fazer um grande jogo - disse. 

– Não vai ter tempo de respirar no Campeonato Brasileiro. Acho que nada melhor do que encontrar logo um Flamengo, que a gente sabe que não pode nem piscar. Caso a gente entre “mais ou menos”, a gente vai passar vergonha. Então, todo mundo está consciente disso. Sabemos da nossa responsabilidade e vamos voltar mais preparados do que a gente estava – afirmou. 

Rafael Vaz também relembrou os jogos mais importantes para a sua carreira no Maracanã. O atleta comentou da vitória contra o Fluminense na primeira rodada do Campeonato Brasileiro e do título estadual conquistado pelo Vasco, em 2016.

- Sim, vários. O último, contra o Fluminense, foi importante pela vitória na estreia e para mim, pelo gol de falta no final da partida. Mas o jogo mais marcante foi pelo Vasco, em 2016, quando fiz o gol do título estadual contra o Botafogo.

Apesar de alguns triunfos, o zagueiro passou por momentos conturbados pelos dois clubes. As duas torcidas rechaçaram a contratação do jogador. Agora, pelo Goiás terá chance de conquistar a torcida. Com a lesão de David Duarte, que rompeu o ligamento do joelho esquerdo, ele retomou o posto de titular.

- Com o tempo e vivência no futebol, encaramos com mais tranquilidade as críticas e também não podemos ficar deslumbrados pelos elogios. O equilíbrio é fundamental.

Rafael Vaz
Rafael Vaz: 'Temos que buscar o melhor e continuar evoluindo'
(Foto: Divulgação/Goiás)

Rafael opinou sobre as partidas que acontecem às 11h da manhã. Muitos não gostam de entrar em campo mais cedo, porém ele não vê problemas, afirma que é uma rotina diferente e fica empolgado com o público.

- A rotina é diferente durante os dias da semana. A alimentação precisa ser também bem cuidada e até diferenciada, horas antes desses jogos. Mas vejo com bons olhos. Os públicos nesses horários têm sido muito bons.

Com relação ao público, o zagueiro está certo. As partidas realmente têm atraído público interessante. O maior público pagante foi entre Flamengo e Chapecoense no Maracanã. O clube carioca colocou mais de 61 mil pessoas no estádio. Além de ser o maior no horário é, por enquanto, maior do Brasileiro. 

Para superar pela torcida, o Goiás terá que fazer uma força a mais para melhorar o seu rendimento fora de casa. Mesmo assim, a equipe comandada por Claudinei Oliveira, está na sexta posição, com 15 pontos. Rafael Vaz acredita que pode crescer a cada partida. 

- Temos que buscar o melhor e continuar evoluindo. Se estamos em sexto, o próximo objetivo deve ser passar o quinto colocado e assim vai ... pensando grande temos mais chance de chegarmos longe.

Para o duelo entre Flamengo e Goiás, às 11h, pela décima rodada do Brasileiro, o técnico Claudinei Oliveira deve ir a campo com: Tadeu; Daniel Guedes, Yago, Rafael Vaz e Jefferson; Geovane, Yago Felipe e Giovanni Augusto; Michael, Kayke e Leandro Barcia. O LANCE! acompanha o duelo em tempo real.