Rafael Marson
13/10/2021
20:57
Belo Horizonte (MG)

Em duelo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG venceu o Santos ,de virada, por 3 a 1 no Mineirão. Raniel abriu o marcador, Nacho Fernández, de pênalti, deixou tudo igual, Nathan Silva virou, e o meia argentino fez mais um, sacramentando a vitória.

41% de conclusão: veja como estão as obras do novo estádio do Atlético-MG

Com os três pontos conquistados, o Galo segue com 11 pontos de vantagem para o Flamengo. O Peixe estaciona nos 28 pontos e fica uma posição acima da zona de rebaixamento.

No domingo (17), os comandados de Cuca encaram o Atlético-GO às 18h15, no Estádio Antônio Accioly. Mais tarde, às 20h30, a equipe de Carille mede forças com o Sport, na Ilha do Retiro.

GALO VAI SER CAMPEÃO? PEIXE VAI CAIR? VEJA TABELA E SIMULE O BRASILEIRO

ATLÉTICO AGRESSIVO NO COMEÇO

O Santos quase se complicou no primeiro lance do jogo. Diego Costa foi lançado, e Velázquez não conseguiu fazer o corte. Atento, João Paulo conseguiu dar um toque na bola, evitando o gol contra. Aos 10 minutos, Léo Baptistão sentiu dores na perna esquerda e foi substituído por Raniel.

O Atlético-MG explorava o lado esquerdo da defesa santista e, aos 12 minutos, a equipe da casa ficou na bronca com a arbitragem, em lance no qual Zaracho teria sido derrubado na área. O árbitro e o VAR não entenderam como penalidade.

PEIXE TÍMIDO NO PRIMEIRO TEMPO

Aos 15 minutos, Marinho cobrou escanteio fechado e quase surpreendeu Everson, mas o goleiro foi bem no lance e espalmou para fora da área.

O Peixe até conseguia trocar passes, mas era o Galo quem comandava as ações da partida. Aos 27, Allan chutou de muito longe, João Paulo pulou e mandou para escanteio.

A equipe da casa novamente reclamou de pênalti aos 38 minutos. Borrero invadiu a área e Wagner Leonardo o derrubou na área. Assim como no primeiro lance, a arbitragem mandou o jogo seguir.

SANTOS VOLTA LIGADO E ABRE O PLACAR

Na volta do intervalo, Cuca fez duas alterações na equipe. Nacho Fernández e Eduardo Sasha entraram nos lugares de Borrero e Diego Costa, respectivamente. O atacante sentiu um desconforto na coxa.

Apesar das alterações, foi o Santos quem abriu o placar no segundo tempo.  Aos 3 minutos Lucas Braga puxou da esquerda para o meio e rolou para Raniel. O centroavante, da meia-lua, bateu forte no canto esquerdo de Everson, inaugurando o placar.

GRANDE DEFESA VIRA PÊNALTI PARA O ATLÉTICO

Precisando reverter a situação, o Galo ficou a centímetros de igualar a partida. Nacho cobrou escanteio, Sasha desviou e Calebe apareceu no segundo pau, mas João Paulo, quase em cima da linha, salvou.

No entanto, o VAR flagrou uma carga por trás de Lucas Braga e, após ir ao monitor, Paulo Roberto Alves Júnior assinalou penalidade máxima. Nacho Fernández cobrou rasteiro, no canto esquerdo, e deixou tudo igual no Mineirão.

Comemoração Atlético MG
Nacho fez dois gols e deu uma assistência (Foto: Divulgação/Atlético)

GALO FORTE E VINGADOR

O Santos, um minuto após o gol sofrido, quase retomou a liderança. Marinho cobrou falta para Zanocelo. O meia cabeceou e a bola beliscou o travessão.

Aos 29 minutos, a equipe da casa virou a partida. Nacho cobrou falta na cabeça de Nathan Silva, que subiu mais que toda a defesa e colocou os mineiros na frente.

Mesmo com a vantagem, o Atlético não tirou o pé do acelerador e ampliou, novamente de pênalti. Aos 34 minutos, O VAR chamou o árbitro para ver uma disputa entre Velázquez e Calebe e o juiz deu penalidade. Nacho beteu cruzado, João Paulo defende com os pés, mas o argentino aproveitou o rebote e de cabeça, sacramentou a vitória.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3 X 1 SANTOS
​Data e hora:
13 de outubro de 2021, às 19h
Local: Mineirão, Belo Horizonte, (MG)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)
Público/renda: 16.514 pessoas/ R$ 495.619,00
Cartões amarelos: Savinho, Dodô (CAM); Raniel, Pará, Lucas Braga, Wagner Leonardo, Jean Mota e Marinho (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: Raniel (4'/2ºT) (0-1); Nacho Fernández (24'/2ºT) (1-1); Nathan Silva (30'/2ºT) (2-1) e Nacho Fernández (35'/2ºT) (3-1)

ATLÉTICO-MG: Everson; Mariano (Calebe, 18/2ºT), Nathan Silva, Réver e Dodô; Allan, Jair (Tchê Tchê, 18/2ºT), Zaracho e Borrero (Nacho Fernández, 1/2ºT); Keno (Igor Rabello, 31/2ºT) e Diego Costa (Eduardo Sasha, 1/2ºT). Técnico: Cuca

SANTOS: João Paulo; Balieiro (Diego Tardelli, 36/2ºT), Velásquez e Wagner Leonardo; Marcos Guilherme (Madson, 29/2ºT), Camacho, Zanocelo, Jean Mota (Gabriel Pirani, 29/2ºT) e Lucas Braga; Marinho e Léo Baptistão (Raniel, 11/1ºT). Técnico: Fábio Carille