Luiza Sá
02/12/2018
19:14
Rio de Janeiro (RJ)

O clima no Maracanã dentro e fora de campo era de tensão. Apreensão pela possibilidade de uma queda quase inesperada há um mês. Porém, o Fluminense seguiu o embalo de sua torcida, quebrou o jejum de oito jogos sem vencer ou marcar gols e bateu o América-MG por 1 a 0 no Maracanã. Richard foi o salvador o Tricolor, que ainda garantiu uma vaga para a Sul-Americana.

Com esse resultado, o Flu respira aliviado e termina o Brasileirão na 12ª posição, com 45 pontos. Já o Coelho se despede da Série A e fica em 17º, com 40 pontos, rebaixado para a segunda divisão do ano que vem apesar de ter lutado muito, principalmente na segunda etapa. 


Mudanças na escalação


Novo treinador e novo time para o Fluminense. O técnico interino Fábio Moreno, auxiliar permanente na equipe que substituiu Marcelo Oliveira, fez algumas alterações para o jogo decisivo. Ayrton Lucas, Everaldo e Sornoza ficaram fora da equipe titular, dando lugar a Marlon, Marcos Junior e Airton.

Jogo nervoso e pênalti defendido

O primeiro tempo foi de muitos erros das duas equipes, principalmente nos passes. Indo mais para cima, o Fluminense não teve boa atuação, mostrando dificuldades para fazer a ligação do meio com o ataque, além de se equivocar no último chute. Quem poderia ter aberto o placar, porém, foi o América-MG, que viu Marlon cometer uma falta em Aderlan dentro da área aos 24 minutos. Luan foi para a cobrança, mas Júlio César brilhou e defendeu a cobrança, dando mais sossego ao Tricolor.

Fim da seca!

Apesar de ter desperdiçado o pênalti, o time mineiro foi muito mais perigoso do que o Fluminense na primeira parte do jogo. Com mais uma grande defesa de Júlio César e Gum tirando a bola em cima da linha. Porém, a máxima do "quem não faz, leva" pesou. Aos 40 minutos, mesmo jogando mal e chegando com pouca efetividade, o Tricolor voltou a balançar as redes após mais de 13 horas de jejum, com gol de Richard após escanteio de Marlon.

América pressiona, mas não marca

Precisando fazer gols para se salvar do rebaixamento, o América-MG foi para cima na segunda etapa e pressionou, parando mais uma vez na segura atuação de Júlio César e em suas próprias limitações. Do lado dos mandantes, Luciano ainda colocou uma bola na trave, mas, em geral, o time mineiro foi quem ficou mais tempo comandando as ações da partida. Porém, nada feito. O placar permaneceu o mesmo e o Coelho acabou rebaixado.

O cara

Herói da noite, o goleiro Júlio César foi o melhor jogador na vitória do Fluminense contra o América-MG. Além do pênalti, ele salvou pelo menos três outras oportunidades criadas pelos visitantes e foi o principal nome da partida. A torcida também teve papel importante ao apoiar do início ao fim.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 0 AMÉRICA-MG


Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de dezembro de 2018, às 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Renda/Público: 35.647 pessoas/R$ 139.932,50

Cartão amarelo: igor Julião, Gum, Digão, Marcos Junior e Everaldo (FLU); Carlinhos (AME)
Cartão vermelho: Não houve.

Gols: Richard (41'/1º T)

FLUMINENSE: Júlio César; Igor Julião, Gum (Paulo Ricardo), Digão e Marlon; Airton (Dodi), Richard e Jadson; Marcos Junios, Luciano e Kayke (Everaldo). Técnico: Fábio Moreno.

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Aderlan, Paulão, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo (Lincoln), Juninho e Matheusinho (Carlos França); Marquinhos (Ademir), Rafael Moura e Luan. Técnico: Givanildo Oliveira.