Futebol Latino
12/10/2021
20:56
Bragança Paulista (SP)

A 26ª rodada do Brasileirão iniciou nesta terça-feira. Jogando no Nabi Abi Chedid, em São Paulo, o Red Bull Bragantino recebeu o Atlético-GO. De olho na vitória, os times protagonizaram uma partida bastante movimentada, que terminou no 1 a 0 para o Massa Bruta, com gol de Jadsom.

Com a vitória, o Bragantino assume o terceiro lugar do campeonato, com 41 pontos. Porém, pode perder posições para Palmeiras e Fortaleza, que ainda jogam na rodada. O Atlético-GO fica com 31 pontos, na 11ª colocação, mas também pode perder posições.

Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

BUSCANDO O GOL

As duas equipes entraram em campo já buscando a vantagem. Com isso, fizeram um duelo bastante equilibrado e com muitas faltas. A primeira chegada de perigo aconteceu aos 10, com Jadsom. Cuello mandou para o jogador, que acabou errando, na entrada da área.

+ Veja a tabela do Brasileirão e simule os resultados dos jogos

PÊNALTI!

O Bragantino continuou com as melhores oportunidades da etapa. Aos 10, Igor Cariús derrubou Helinho na área. Após análise do VAR, que confirmou, Praxedes cobrou. O meia mandou no canto direito de Fernando Miguel, que defendeu.

RB Bragantino x Atlético-GO
Jadsom fez o gol da vitória (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)

MUITO TRUNCADO…

O jogo seguiu com as duas equipes muito equilibradas. Sendo assim, poucos perigos foram criados por ambas as partes. Até aos 26, quando o Atlético-GO assustou pela primeira vez. Da ponta direita, André Luís lançou para Matheus Barbosa, que finalizou de dentro da área. Cleiton apareceu para defender.

EXPULSO!

A situação ficou ruim para o Bragantino pouco tempo depois. Aos 31, Eric Ramires, que já havia levado um amarelo, recebeu o segundo cartão. Com isso, o meia da equipe paulista foi mais cedo para o vestiário, deixando o time com um a menos em campo.

SEM PRESSÃO!

Mesmo em vantagem numérica dentro de campo, o Dragão não soube aproveitar. Dessa forma, os goianos acabaram parando na defesa do Bragantino, que não cedeu à pressão adversária. Pelo contrário, aos 49, Helinho chutou de fora da área. A bomba, porém, foi perto do travessão. Assim, a primeira etapa se encerrou no zero.

GRANDE DEFESA!

A volta do intervalo foi de poucas movimentações, com as duas equipes esperando o erro dos adversários para conseguir uma chance de perigo. Dessa forma, o primeiro susto da etapa só foi sair aos 21. Na jogada, Ytalo recebeu um ótimo passe de Aderlan. O atacante saiu na cara do gol, mas o goleiro Fernando Miguel fez a defesa.

NA FRENTE!

Não demorou, porém, para que os donos da casa conseguissem abrir a vantagem no placar. Aos 24, depois de uma boa troca entre os atletas do Braga, Gabriel Novaes encontrou Jadsom livre. De dentro da área, o volante mandou uma bomba no canto esquerdo, não deixando chances para o goleiro do Dragão.

PRESSÃO PAULISTA...

Mesmo à frente do placar, o Bragantino não deu sossego aos adversários. Apenas no segundo tempo, a equipe da casa finalizou 11 vezes, enquanto o Dragão chegou em quatro.

CORRENDO ATRÁS DO PREJUÍZO!

Nos minutos finais, o Atlético-GO não cedeu e buscou, a todo momento, encontrar espaços, se lançando ao ataque. Precisando de um gol, a equipe teve uma oportunidade aos 39. André Lima mandou uma bomba de longe, obrigando Cleiton a fazer a defesa. 

FICHA TÉCNICA
RB Bragantino 1 x 0 Atlético-GO
Local:
Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data e hora: 12/10/2021 - às 19h (de Brasília)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Cartões amarelos: Léo Ortiz (Bragantino); Arnaldo, Willian Maranhão, Ronald e Janderson (Atlético-GO)
Cartões vermelhos: Eric Ramires (Bragantino)

Gols: Jadsom Silva, aos 24'/2ºT (1-0)

BRAGANTINO (Técnico: Maurício Barbieri)

Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Luan Cândido; Jadsom Silva, Eric Ramires e Praxedes (Emiliano Martínez, aos 0'2ºT); Helinho (Weverson, aos 43'/2ºT), Ytalo (Alerrandro, aos 45'/2ºT) e Cuello (Gabriel Novaes, aos 18'2ºT - Edimar, aos 45'/2ºT).

ATLÉTICO-GO (Técnico: Eduardo Souza)

Fernando Miguel; Arnaldo, Wanderson, Éder e Igor Cariús (Lucão, aos 26'/2ºT); Willian Maranhão (André Lima, aos 0'/2ºT), Matheus Barbosa (Baralhas, aos 48'/1ºT) e João Paulo; André Luís (Natanael, aos 13'/2ºT), Zé Roberto e Ronald (Janderson, aos 49'/1ºT).