Zé Rafael - Palmeiras x Fortaleza

Ricardo Goulart comemora seu primeiro gol na partida contra o Fortaleza (Foto: Flávio Hopp)

Fernanda Teixeira*
28/04/2019
21:16
São Paulo (SP)

O favoritismo prevaleceu na estreia de Palmeiras e Fortaleza no Campeonato Brasileiro 2019. Jogando em casa, no Allianz Parque, neste domingo, o Verdão venceu por 4 a 0, sem dificuldades. Zé Rafael, que saiu do banco do primeiro tempo e marcou duas vezes. Marcos Rocha e Bruno Henrique marcaram outros gols no reencontro com os cearenses na competição após 13 anos.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, feriado do dia do trabalhador. O Palmeiras viaja até Maceió para encarar o CSA, às 16h, e o Fortaleza joga no mesmo no Castelão contra o Athletico, às 21h30.

Goulart sente dor e deixa o campo
Após uma animada cerimônia de abertura, com show do cantor - e torcedor do Palmeiras - Di Ferrero, a torcida alviverde logo ficou preocupada na reta inicial da partida. Aos sete minutos, Ricardo Goulart sentiu problema no joelho direito, o mesmo operado pelo palmeirense em outubro do ano passado, quando ainda atuava pelo Guangzhou Evergrande, da China, e precisou ser substituído por Zé Rafael no momento. Ainda não se sabe detalhes da gravidade do problema com Goulart, mas a troca mudou a história da partida.

Palmeiras x Fortaleza - abertura
Di Ferrero, com a camisa da Seleção Brasileira (Foto: Eduardo Carmim)

Substituto à altura
Depois do susto inicial, o Palmeiras enfim entrou no jogo. E o homem que acabara de sair do banco foi o responsável por abrir o placar. Após cruzamento de Diogo Barbosa pela esquerda, Zé Rafael dominou dentro da área e bateu cruzado de esquerda para marcar o primeiro gol alviverde no Brasileirão 2019. Foi dele também lance individual que terminou com passe para Dudu, livre, desperdiçar chance de ampliar. Do outro lado, estava um inofensivo Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, sem repertório para reagir. Wellington Paulista foi o único a finalizar pelo time, e de fora da área, em todo o primeiro tempo.

Pressão alviverde
Na volta do intervalo, o Verdão veio com tudo para cima do Tricolor cearense. Os minutos iniciais foram um verdadeiro massacre de ataque contra defesa. Deyverson, Bruno Henrique e Dudu desperdiçaram chances. O segundo gol parecia questão de tempo e finalmente saiu aos 13. Marcos Rocha, aproveitou cruzamento rasteiro de um inspirado Zé Rafael para ampliar.

Noite de Zé Rafael
Ainda buscando espaço no time titular, Zé Rafael mostrou estrela ao sair do banco e comandar o Verdão. A boa atuação foi premiada com o terceiro gol do time. Após cobrança de lateral de Marcos Rocha, Dudu desviou e o destaque do jogo apareceu para sacramentar a goleada. O Leão de Rogério Ceni só levou perigo em uma oportunidade aos 23 do segundo tempo. Osvaldo aproveitou falha de Felipe Melo e Gómez na área, chutou de direita e Weverton fez defesa. No rebote, Osvaldo ainda chutou para uma nova defesa do goleiro alviverde

Bruno Henrique fecha o marcador
​Aos 46 minutos, Marcos Rocha colocou a bola na área, e Bruno Henrique chegou para bater firme de perna direita e fechar a goleada para o Palmeiras.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 FORTALEZA


Data/hora: 28/04/2019, às 19h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Gramado: Bom
Público/Renda: 26.701 presentes/ R$ 1.473.177,20
Árbitro: Bráulio da Silva Machado - SC (CBF) Nota L! - 6,5 - Controlou bem o jogo e não interferiu no resultado.
Assistentes: Kleber Lucio Gil - SC (FIFA) e Helton Nunes - SC (CBF)
VAR: Rafael Traci (SC)
AVAR1: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
AVAR 2: Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Deyverson (PAL); Carlinhos, Osvaldo, Rogério Ceni (FOR)
Cartão vermelho: Não houve

Gols: Zé Rafael (16'/1ºT, 1-0 e 25'/2ºT, 3-0), Marcos Rocha (13’/2ºT, 2-0) e Bruno Henrique (45'/2ºT,)

PALMEIRAS: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Ricardo Goulart (Zé Rafael, 7’/1ºT) e Gustavo Scarpa (Lucas Lima; Deyverson e Dudu (Hyoran, 36’/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

FORTALEZA: Felipe Alves, Tinga, Quintero, Roger Carvalho e Carlinhos; Felipe, Paulo Roberto, Edinho (Marcinho, 28’/2ºT) e Osvaldo (Gabriel Dias, 28’/2ºT); Wellington Paulista e Júnior Santos (Kieza, 29’/2ºT). Técnico: Rogério Ceni.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini