John Textor - Botafogo

John Textor, do Botafogo, no Estádio Nilton Santos (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

Sergio Santana
23/02/2022
05:00
Rio de Janeiro (RJ)

Os jogadores do Botafogo terão duas motivações a mais para enfrentar o Flamengo, às 20h desta quarta-feira no Nilton Santos, pelo Campeonato Carioca. Primeiro, claro, por ser um clássico. Depois, pela presença de John Textor - o empresário estará no estádio para assistir ao duelo. A partida terá transmissão em tempo real no site do LANCE!.

+ Cavani, Luís Castro, ida a Portugal... John Textor atualiza situações do Botafogo em chegada ao Brasil

Esse será o primeiro jogo do Botafogo que o empresário assistirá in-loco. O duelo também marca a primeira vez que o Alvinegro bate de frente com o Flamengo na temporada 2022 - até aqui, o retrospecto em clássicos é equilibrado: uma vitória sobre o Vasco e uma derrota para o Fluminense.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

John Textor está no Rio de Janeiro para assinar o contrato definitivo da compra de 90% da SAF, o que deve acontecer em breve. Assistir ao Botafogo ao vivo está na agenda. Além disso, ele também teve uma reunião com Deco com a intenção de conversar sobre o interesse na contratação de Bruno Tabata, atacante do Sporting-POR.

- Isso (presença de John Textor) fica fora do gramado. Na hora que a gente entra focamos apenas no jogo, nas quatro linhas. Seria muito importante sim, mas não apenas pela questão do John, tem o campeonato em si, pelo 'plus' que traz a vitória em um clássico, a confiança... Isso é o mais importante nesse jogo - afirmou Gatito Fernández em entrevista coletiva.

Dentro de campo, o Botafogo tem, talvez, o principal desafio de 2022. Ainda sem os esperados reforços, o time repleto de jovens tentará bater de frente com o Rubro-Negro, engasgado com o vice na Supercopa do Brasil. São duas equipes que têm o que provar.

Com Lúcio Flávio, técnico interino desde a saída de Enderson Moreira, o time não impressionou coletivamente apesar das duas vitórias em dois jogos. Contra o Resende, lampejos individuais - ironicamente dos jovens atletas - fizeram a diferença para o resultado positivo.