Botafogo - Preparação

Botafogo se prepara para a temporada 2021 na busca por voltar à elite do futebol brasileiro (Vítor Silva/Botafogo)

Felipe Melo
24/02/2021
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Com o rebaixamento confirmado, o Botafogo já iniciou a sua preparação para a temporada 2021. Para isso, o clube terá o desafio de enfrentar uma nova realidade com uma queda brusca em sua receita. O novo técnico Marcelo Chamusca irá participar ativamente da montagem do elenco para a Série B e observou, nesta segunda, o bom desempenho dos meninos na vitória sobre o São Paulo, pela penúltima rodada do Brasileirão.

> Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro


- O desafio é adequar o orçamento do clube a um elenco competitivo, com bons jogadores. Queremos um time bem montado, com boas peças, mas dentro da condição que o clube vai nos proporcionar. Tenho certeza que um dos motivos de eu estar aqui hoje é o bom conhecimento de mercado que podemos utilizar para montar bem o elenco. Quando comecei a conversar com o Freeland, uma das motivações de aceitar a proposta, além da grandeza do clube, é o investimento na montagem. Teremos uma boa condição - disse Chamusca

Além de buscar reforços certeiros para todos os setores do campo, o novo comandante alvinegro prometeu, em sua apresentação oficial, olhar com carinho para a base. Só no duelo contra o Tricolor Paulista, onze jogadores formados no clube foram a campo. Junto à vitória, os meninos tiveram uma boa atuação e finalizaram 19 vezes durante a partida, oito em direção ao gol, mas esbarraram na grande atuação de Tiago Volpi. 

No jogo, Warley e Ênio se destacaram com velocidade e ímpeto ofensivo, obrigando o arqueiro tricolor a fazer boas intervenções. Na defesa, David Sousa, Hugo e Benevenuto fizeram uma partida segura, em que o São Paulo praticamente não finalizou. Os paulistas só chutaram em direção ao gol no pênalti polêmico batido por Luciano em que Diego Loureiro fez ótima defesa.

Diego Loureiro
Diego Loureiro defendeu o pênalti de Luciano (Vítor Silva/Botafogo)

- A nossa intenção é manter esse olhar para os jogadores da base. Iniciei a minha carreira como treinador em 1994 no sub-17 do Vitória. Trabalhei por anos nas divisões de base. Conheço essa realidade e tenho esse carinho com os jogadores jovens. Sempre dei oportunidade e lancei jogadores. Ajudei não só com a montagem como com retorno financeiro com o desenvolvimento desses jovens - afirmou o treinador.

- Quando falo em equilíbrio, quero jogadores experientes, outros no meio termo, em uma idade boa, e jovens que podem ser competitivos. Até porque esses jovens têm uma identidade com o clube, e isso é importante. Basta o atleta ter talento, compromisso e personalidade para vestir a camisa do Botafogo - completou.

Na relação dos jovens, um deles se destaca como o mais promissor da companhia: Matheus Nascimento. Com apenas 16 anos, o atacante demonstra talento e personalidade e foi convocado nesta terça-feira para a sequência de treinos da seleção sub-17. Será terceira etapa de preparação da seleção para o Torneio Sul-Americano da categoria.

Matheus Nascimento - Botafogo x Grêmio
Matheus Nascimento é convocado para a Seleção sub-17 (Foto: Vítor Silva/Botafogo)