John Textor e Jorge Braga - Botafogo

Jorge Braga afirmou que tomará decisão com John Textor no Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

LANCE!
03/05/2022
13:43
Rio de Janeiro (RJ)

Uma reunião na manhã desta terça-feira em São Paulo marcou a assinatura de oito clubes no estatuto para a criação de uma liga independente para organizar o Campeonato Brasileiro. Em nota oficial, o CEO do Botafogo, Jorge Braga, falou sobre o assunto e pregou cautela. Haverá um novo encontro no dia 12 de maio e há a expectativa que os 40 clubes das Séries A e B entrem em consenso.

- Participei na manhã de hoje de uma importante reunião em São Paulo com representantes de grandes clubes do Brasil. Em pauta, a constituição da Liga, que o Botafogo sempre defendeu a estruturação pois entende que esse é o futuro do produto futebol brasileiro. O papel do Botafogo nesse processo é de racionalidade. Nossa posição é de união, inclusão e valorização do produto, buscando consenso. Concordamos com a visão, o conceito e estamos avaliando tecnicamente a melhor estratégia para decisão em conjunto com John Textor - diz o comunicado.

- Entendemos que o próximo passo é reunir os 40 principais clubes do futebol brasileiro na sede da CBF, no dia 12, para uma posição em consenso. Até lá, todos terão tempo para avaliar os termos que estão na mesa. Temos pressa, mas não podemos errar. O futebol brasileiro precisa dar passos sólidos nesse importante momento de revolução que a Liga representa - completou.

Há expectativa para um novo encontro, desta vez na CBF, no Rio de Janeiro, dia 12, para tentar concretizar a criação da liga. Os rumos dessa nova liga têm sido objeto de discussão entre clubes e grupos empresariais nos últimos meses. Liga Espanhola, Premier League e BTG Pactual fizeram ofertas para clubes brasileiros para comandar a nova associação. Em março, dirigente que comanda a La Liga, na Espanha, esteve em São Paulo e também apresentou projeto.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Participei na manhã de hoje de uma importante reunião em São Paulo com representantes de grandes clubes do Brasil. Em pauta, a constituição da Liga, que o Botafogo sempre defendeu a estruturação pois entende que esse é o futuro do produto futebol brasileiro.

O papel do Botafogo nesse processo é de racionalidade. Nossa posição é de união, inclusão e valorização do produto, buscando consenso. Concordamos com a visão, o conceito e estamos avaliando tecnicamente a melhor estratégia para decisão em conjunto com John Textor.

Não há motivos para açodamentos. O Botafogo tem ciência do seu valor, da capacidade da Liga e vai lutar pelo formato que alie os seus interesses e dos clubes como um todo.

Entendemos que o próximo passo é reunir os 40 principais clubes do futebol brasileiro na sede da CBF, no dia 12, para uma posição em consenso. Até lá, todos terão tempo para avaliar os termos que estão na mesa. Temos pressa, mas não podemos errar. O futebol brasileiro precisa dar passos sólidos nesse importante momento de revolução que a Liga representa
” - CEO Jorge Braga