Flamengo x Atlético-MG - Libertadores 1981

Wright expulsou cinco jogadores do Galo, gerando até os dias de hoje dicussões sobre  as consequências de sua arbitragem- Reprodução/Internet

Valinor Conteúdo
07/04/2019
16:56
Belo Horizonte

Um dos jogos mais polêmicos da história do futebol brasileiro teve uma revisão por parte de um de seus principais personagens. O ex-árbitro José Roberto Wright , em entrevista ao programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, reviu os lances do jogo entre Atlético-MG e Flamengo, válido pela Copa Libertadores de 1981.

O ex-árbitro foi convidado a comentar os lances que geraram as cinco expulsões de jogadores do Galo. Éder, Reinaldo, Palhinha, Chicão e Osmar Guarnelli foram expulsos e o jogo acabou por não ter o número mínimo de jogadores em campo, o que acabou classificando o Flamengo à semifinal daquela edição da Libertadores.

O polêmico ex-árbitro manteve suas convicções, mesmo usando o recurso do vídeo e sendo auxiliado por dois ex-árbitros, Sandro Meira Ricci e Paulo César de Oliveira, reforçando que não mudaria as expulsões, mesmo com a opinião de Meira Ricci e Paulo César dizendo que aplicariam apenas o cartão amarelo.

-Tudo igualzinho. Não mudaria nada nada nada. Se você ver, ele (Reinaldo) vai por trás e derruba intencionalmente. Se eu não tivesse avisado antes que seria cartão vermelho, o amarelo poderia até segurar. Mas naquela altura do jogo não tinha mais como. Os jogadores não estavam me respeitando, estavam cheios de reclamações- disse.

O jogo entrou para a memória do futebol nacional como uma das partidas mais complicadas de ser conduzidas pela arbitragem, pois os dois times eram a base da Seleção Brasileira que disputaria a Copa do Mundo de 1982. Naquele ano, o Flamengo foi campeão da Libertadores e depois do Mundo.