Netinho confessou que agrediu a mulher em 2005, gerando desconforto na torcida do Galo em ter o seu show antes do jogo com o Boa

Netinho confessou que agrediu a mulher em 2005, gerando desconforto na torcida do Galo em ter o seu show antes do jogo com o Boa- Divulgação

Valinor Conteúdo
06/04/2019
17:48
Belo Horizzonte

O torcedor atleticano tem sido agraciado com alguns eventos musicais antes dos jogos no Mineirão, como ocorreu na festa de aniversário do clube, quando Dudu Nobre cantou parabéns ao Galo. Outra festa para o torcedor estava marcada para este domingo, 7 de abril, antes do jogo contra o Boa Esporte, pelo jogo de volta da semifinal do Mineiro com o cantor Netinho de Paula, na esplanada do Mineirão,

Porém, o evento foi cancelado devido a uma forte movimentação dos atleticanos nas redes sociais, que protestaram contra o show, os organizadores decidiram por não ter Netinho cantando para a Massa.

Netinho de Paula tem um histórico de agressões à sua mulher e é réu confesso dos crimes de violência doméstica. O caso aconteceu em 2005, mas houve outras acusações contra o músico, que também já candidato ao  senado por São Paulo em 2010, ficando em terceiro lugar.  

O pedido pelo cancelamento acatado pelo Galo é bem visto pela torcida, pois o clube encampou uma campanha contra a violência contra a mulher em março, pouco antes do Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8. Em um evento, que contou até com Maria da Penha, mulher que dá o nome a Lei 11.340, de 2006, criada para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher.

A banda de rock mineira Tianastácia vai substituir Netinho no evento que antecederá a semifinal do Estadual. O evento é promovido pela Rádio 98FM.


Não é o primeiro protesto dos torcedores contra alguma figura pública. O atacante Robinho, que jogou no clube em 2016 e 2017, recebeu uma felicitação por seu aniversário do twitter oficial do Galo, ação que foi duramente criticada por torcedores pelo fato do jogador ter sido condenado por estupro na Itália, época em que atuava no Milan, além de uma acusação do mesmo crime na Inglaterra, quando jogava no Manchester City.