Valinor Conteúdo
30/03/2019
19:56
Belo Horizonte

O principal destaque do jogo Boa Esporte e Atlético-MG foi o VAR (árbitro de vídeo). A tecnologia, que estreou neste sábado, no primeiro jogo semifinal do Campeonato Mineiro, que ficou empatado por 0 a 0, determinou o placar entre a equipe de Varginha e o time da capital mineira.

A tecnologia esteve presente em lances capitais da partida anulando dois gols do Galo, corretamente, marcados por Luan e Maicon Bolt, ambos impedidos. Outra intervenção do VAR foi a expulsão do volante Zé Welison após falta no jogador do Boa, interpretada por Rafael Traci como passível de exclusão da partida, o que deixou o alvinegro com dez homens em campo.

Porém, mais uma vez, a ferramenta do vídeo foi utilizada como “muleta” para a arbitragem, com esperas longas para as tomadas de decisões. Um aspecto positivo do uso do VAR, além dos acertos, foi o comportamento dos jogadores que não foram exagerados nas reclamações nos lances dos gols e da expulsão de Zé Welison.

O JOGO
A partida foi movimentada, com as duas equipes buscando o gol, porém, a melhor qualidade do Atlético-MG gerou as melhores chances do jogo, que não teve o placar alterado. Ficar com um jogador a menos prejudicou a estratégia de Levir Culpi, que teve de recompor o meio de campo com a entrada de Lucas Cândido no lugar de Ricardo Oliveira, deixando apenas Cazares no ataque.

Maicon Bolt deu a velocidade desejada por Levir no lado esquerdo, mas com o desgaste deu a chance de Geuvânio fazer sua estreia no clube, mas pouco pôde fazer para a equipe da capital sair com os três pontos.

Já o Boa Esporte mostrou que evoluiu muito no Mineiro, tendo uma postura em campo muito melhor do que na primeira rodada da competição, quando foi goleado pelo próprio Galo, dando a impressão que não iria longe no Estadual.

Porém, a missão do time de Varginha será bem complicada para ir à final. O Galo pode empatar por qualquer placar que se classifica, já que fez a melhor campanha da primeira fase. O empate não foi ruim se o Atlético-MG pensar no regulamento, pois precisa apenas de um empate para passar de fase.

Desfalque certo do Atlético-MG será do volante Jair, que levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso para a segunda partida. O jogo de volta entre Boa Esporte e Galo será no domingo, 7 de abril, às 16h, no Mineirão.

FICHA TÉCNICA
BOA ESPORTE 0 X 0 ATLÉTICO-MG


Estádio:
Estádio Melão - Varginha (MG)
Data-hora: 30 de março o de 2019, às 18h
Árbitro: Rafael Traci (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Helton Luiz(MG)
Gols: -
Cartões Amarelos: Ferreira(BOA), Jair(ATL)
Cartão Vermelho: Zé Welison
Público e Renda: Não divulgados

BOA ESPORTE:
Renan Rocha, Chiquinho Alagoano, Fernando Fonseca, Ferreira, Tsunami, César Sampaio, Claudeci(Edenilson, aos 32’-2ºT), Gabriel Vieira (Alan, aos 44’-2ºT), Jayme (Denis, aos 21’-2ºT), Kaio Cristian,Gustavo Henrique. Técnico: Cesinha

ATLÉTICO-MG: Victor; Guga, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair(Elias-intervalo), Zé Welison; Cazares e Luan; Maicon Bolt(Geuvânio, aos 30’-2T) e Ricardo Oliveira(Lucas Cândido, aos 19’-2ºT). Técnico: Levir Culpi