Thiago Larghi

Larghi vem sofrendo pressão desde que assumiu o cargo, no primeiro semestres de 2018- Divulgação

Valinor Conteúdo
12/10/2018
16:44
Belo Horizonte

O ambiente no Atlético-MG esta semana está um pouco mais carregado. Após um grupo de torcedores ir à Cidade do Galo protestar contra o time, foi a vez do técnico Thiago Larghi ser o alvo de cobranças e especulações sobre o seu trabalho à frente do time alvinegro.

Larghi foi questionado sobre uma possível interferência na escalação da equipe por membros da diretoria do clube. Ele rechaçou qualquer essa informação, dada repórter Roberto Abras, da Rádio 91,7 FM. O veterano da imprensa mineira disse que “pessoas de dentro do Atlético-MG” estão interferindo na escalação do Galo.

- Estão buzinando muito na cabeça do Thiago Larghi. Tem gente dentro do Atlético escalando jogador. Eu sei disso e não adianta ligar para cá reclamando. Não sei se é o Alexandre (Gallo), mas tem gente cornetando o trabalho do Thiago, que está um pouco perdido, disse o Roberto Abras.

Larghi foi enfático e rebateu a suposta situação alegada pelo profissional da Rádio Super.

- A escalação é definida por mim e pela comissão técnica. Diretoria é diretoria e comissão técnica é comissão técnica, disse Larghi.

Escalação do time

Com as ausências e Emerson e Chará, disputando amistosos na Data FIFA, Larghi deve levar à campo uma escalação com mudanças previstas e apenas uma surpresa. A volta do volante Adllson. O Galo deve encarar o Coelho com Victor; Patric, Leonardo Silva, Maidana, Fábio Santos, Adilson, Elias, Luan, Cazares, Tomás Andrade (Leandrinho) e Ricardo Oliveira.