Yimmi Chará - Atlético-MG

Chará  foi titular no primeiro clássico da final e deve ser mantido por Rodrigo Santana-Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Valinor Conteúdo
17/04/2019
11:35
Belo Horizonte

Deixado de lado pelo ex-técnico Levir Culpi, o atacante colombiano Chará, que voltou ao time titular no clássico de domingo, contra o Cruzeiro, no jogo de ida da final Estadual, foi direto na receita para vencer o rival, que está em vantagem no confronto, e conquista o título mineiro: Para Chará, o Galo tem de jogar no sacrifício se o time pensar em sair vencedor de campo no sábado, 20 de abril, do Independência.

Chará, discreto como sempre, uma característica sua, deixou o momento cheio de incertezas com Levir para focar no campo de jogo e elogiou a postura da equipe no duelo de ida, domingo passado, dia 14 de abril, no Mineirão, mesmo com a derrota por 2 a 1 para o rival.

- O time fez um bom jogo. Foi muito bom que, neste momento difícil que estamos passando na Libertadores, nós tenhamos conseguimos fazer uma partida boa-disse.

Apesar de precisar do resultado, Chará indica calma e nada de afobação da equipe no segundo e decisivo jogo entre os maiores clubes mineiros.

- Para poder garantir o resultado, a equipe deve manter a tranquilidade, ter mais intensidade. Saber o que estamos encarando, enfrentando. É uma grande equipe, mas temos que pensar que é uma final-explicou.

Chará deve ser mantido como titular pelo técnico interino Rodrigo Santana, que comandará a equipe alvinegra mais uma vez no clássico diante da Raposa.