Alexandre Kalil se posicionou contra os jogos  de futebol da Copa do Brasil, que serão realizados na próxima semana

Alexandre Kalil se posicionou contra os jogos de futebol da Copa do Brasil, que serão realizados na próxima semana-(Divulgação/PBH)

Valinor Conteúdo
06/03/2021
18:14
Belo Horizonte

Em entrevista coletiva, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, anunciou que devido ao preocupante aumento dos casos de infectados por Covid-19 na cidade, os serviços não essenciais serão proibidos de abrir a partir do sábado, 6 de março.

Entretanto, as atividades esportivas ligadas ao futebol profissional seguirão normalmente na capital mineira.

- Não vou proibir futebol. Futebol continua igual , porque não vai afetar diretamente o grande. Estamos falando de lojas, bares, restaurantes. Não estamos falando de um evento sem público uma vez ou duas vezes por semana. É todo mundo ter distanciamento, são clubes que têm condição financeira de manter testagem, enfim. Diferente do povo de Belo Horizonte - disse.

Se por um lado Kalil se posicionou a favor da manutenção dos jogos, o prefeito e ex-presidente do Atlético-MG foi questionado sobre a situação do futebol no Brasil e citou o desabafo feito por Lisca, técnico do América-MG, que pediu uma ação da CBF para não marcar jogos da Copa do Brasil, como forma de prevenção contra a Covid-19.

-O próprio treinador do América, o Lisca, disse. Viajar para Manaus agora é uma maluquice. Como não sou presidente do Atlético, já fui, meu time não ia sair de Belo Horizonte. Eu acho que disputar uma Copa do Brasil hoje é uma aberração. Talvez o número que envolve profissionais no futebol, sem público, é muito baixo pra falar que isso vai disseminar (o vírus), mas estamos colocando (em risco) treinadores, jogadores, porque essa nova cepa, alguns infectologistas acham que estão pegando crianças, não só mais jovens, mas crianças. Acho uma temeridade, sim - concluiu o prefeito.

Entre os dias 10 e 18 de março, Cruzeiro e América terão compromissos pelo mata-mata nacional, contra São Raimundo-RR e Treze-PB respectivamente, em duelos longe de BH. O Galo só terá compromissos externos a partir de abril quando inicia sua trajetória na Libertadores da América.