Atlético-MG x Palmeiras

O Galo, de Emerson, no detalhe, teve uma postura firme diante do líder Palmeiras- Bruno Cantini / Atlético

Valinor Conteúdo
11/11/2018
19:53
Belo Horizonte

O Atlético-MG fez um bom jogo contra o Palmeiras e saiu de campo com a sensação que dava para ter levado os três pontos para casa e consolidar sua posição no G6. Porém, o clube reclama do pênalti marcado em cima de Edu Dracena.

Para o técnico Levir Culpi, faltou critério da arbitragem na jogada que envolveu o zagueiro do Palmeiras e o volante Adilson, autor da falta. Segundo Levir, se tiver de marcar penalidades dessa forma, o árbitro vai anotar 20 faltas máximas dentro da área.

- É ruim começar argumentando arbitragem, mas acho que não foi pênalti. Eu reclamo da arbitragem pela minha ótica. Num jogo, se tiver 20 escanteios, o árbitro vai marcar todos, porque sempre tem esse agarra, agarra. Se tiver de marcar, que marque todos. Faltou critério na penalidade marcada contra a gente. Fora isso, eu acho que foi o nosso melhor jogo até agora, disse Levir.
Apesar da reclamação, foi a primeira entrevista pós-jogo de Levir em que viu melhora na equipe e que se a vitória fosse consolidada, não seria nada injusto.

- Sinceramente eu saí do jogo com a sensação que poderíamos ter ganhado o jogo. Mas, encaramos o melhor time do campeonato. Nós conseguimos jogar de igual para igual contra o líder e podemos tirar lições sobre isso, concluiu.

O duelo contra o Palmeiras foi o quarto de Levir desde que voltou ao Atlético-MG. Foram três derrotas e um empate até agora. A primeira vitória pode vir no jogo contra o Paraná, já rebaixado, na próxima rodada, em Curitiba.