Maradona exibe a camisa 10 de Ronaldinho, quando ainda jogava pelo Atlético-MG

Maradona exibe a camisa 10 de Ronaldinho, quando ainda jogava pelo Atlético-MG (Reprodução/R10)

Thaís Lppes Valinor Conteúdo
25/11/2020
13:38
Belo Horizonte

A quarta-feira, 25 de novembro, começou com uma notícia triste para os amantes do futebol em todo o mundo: Diego Armando Maradona, um dos maiores ícones da história do esporte, que marcou gerações, morreu no fim desta manhã, aos 60 anos devido a uma parada cardiorrespiratória.

Após uma carreira longa, marcada por títulos, polêmicas, ascensão no cenário mundial e reconhecimento histórico, Maradona teve uma marca definitiva: era um gênio dentro dos gramados e uma estrela polêmica, fora das quatro linhas.
O ídolo argentino tem uma história com outro ícone do futebol durante a Copa do Mundo de 2014. Em junho daquele ano, quando o Mineirão sediou o jogo entre Argentina x Irã, a delegação argentina ficou hospedada no hotel da Cidade do Galo e vários jogadores foram presenteados com camisas do Atlético-MG.

Maradona veio até à capital mineira e marcou presença no estádio para ver Messi e cia vencerem os iranianos naquele duelo. Mas, o grande momento da passagem da Argentina por BH aconteceu quando houve um encontro entre Diego Maradona e Ronaldinho Gaúcho,então jogador do Galo, que presentou o ídolo argentino com uma camisa do time mineiro com o número 10, tendo seu nome escrito nas costas.

O encontro de gênios foi breve, mas deixou marcas. Ao deixar o estádio exibindo a camisa do craque atleticano, inúmeras fotos e vídeos viralizaram e o encontro entre esses dois grandes nomes do futebol mundial foram o assunto mais falado nos jornais, redes sociais e programas de TV naquela semana.

Maradona era admirador confesso de R10 e disse que ele estava entre os maiores de todos os tempos. Gênios se reconhecem.